sábado, 13 de agosto de 2011

Qual é o preço do amor?


Ao contrário do que a propaganda do Mastercard diz, tudo - eu disse absolutamente TUDO na vida - tem o seu preço. Algumas pessoas acreditam que o amor não tem preço - mas tem sim, e é bem caro! Basta ver quanto um pai e uma mãe gastam para sustentar os seus filhos, para dar educação, entretenimento, vestuário e saúde a cada um deles. Mas o que está em questão aqui não é o amor de pais para filhos, mas sim o amor de um homem para uma mulher.
Num dia desses, eu vi uma planilha na internet que mostrava os gastos de um homem solteiro e de um homem casado. Nela mostrava que um homem que gasta com prostitutas tem uma despesa consideravelmente menor que o homem que é casado, dê uma olhada na figura abaixo:

Prostitutas vs esposa (clique para ampliar)

Eu achei a comparação interessante, mas há alguns exageros, como por exemplo, ninguém solteiro gasta apenas R$ 50 com supermercado em um mês e nem toda mulher vive pendurada no telefone. Há um machismo incontestável nesses valores. De fato, duas pessoas gastam mais do que uma, mas elas podem dividir suas despesas e até gastar menos que gastariam individualmente. Esses valores mostram apenas a superficialidade do problema. Vamos então tomar alguns valores práticos para simplificar a conta.
Um homem que está namorando gasta com barzinhos, restaurante, transporte, presentes, shows, cinemas, enfim, o namoro é um investimento - isso é fato. Enquanto isso, um homem solteiro que sai com prostitutas gasta apenas com transporte, motel e o valor do programa. Além disso, o namoro toma tempo, traz chateações, brigas, ciúmes, fofocas na família, etc. Eu fiz uma nova tabela abaixo, exemplificando os gastos mais comuns do namoro.

Gastos mensais com uma namorada (estimativa)


Se o homem tiver que bancar tudo sozinho, vai gastar quase dois salários mínimos com a namorada. Claro que os ítens acima estão dentro de uma estimativa média, pois nem todo mundo gosta de shows, cinema ou só faz sexo em motéis. Já um homem que saia duas vezes na semana com uma garota de programa, garota essa que ofereça o programa mais o local incluído no pacote (o que dispensa o motel), varia bastante de preço. Se um programa com uma dessas garotas custa em média R$ 60, então se o cara usa esse 'serviço' duas vezes na semana, vai gastar R$ 480 por mês - menos da metade do que gastaria com uma namorada. Então a questão do preço é muito relativa, até porque tem garotas que cobram mais de R$ 150 por programa, mais essas são as famosa garotas tops, que estão situadas entre as garotas de programa mais populares e as garotas de programa de luxo. E o gasto com elas podem superar facilmente os R$ 1050, sem falar o motel e o táxi.
Esses valores só fazem sentido se o camarada estiver buscando apenas sexo. Garotas de programa saem mesmo mais barato. Mas se o sujeito está procurando uma companheira, aí esses valores tornam-se irrelevantes, afinal, garotas de programa não dão atenção, carinho, companheirismo ou amizade.


Mas todas essas comparações não revelam que o amor pode sair ainda mais caro para algumas pessoas. Imagine um sujeito gordo, feio, tímido, careca, baixinho, pobre, esquisito e que gasta muito com remédios. Um sujeito desse, para ficar minimamente interessante para o sexo oposto, teria que mudar completamente. Ele precisaria gastar muito com academias de musculação; cirurgias plásticas; cremes embelezadores; tratamento capilar; psicólogos e ainda precisaria dar um jeito de aumentar a sua renda para poder pagar tudo isso. E pra piorar, o sujeito ainda teria que gastar tudo o que foi citado nesse post quando arrumasse uma namorada. Isso seria quase um atentado à própria identidade, porque um sujeito que passa por tudo isso, praticamente deixaria de ser ele mesmo só para ter a chance de achar um amor. Não que seja impossível conseguir um amor com tantos predicados indesejáveis, mas para ele aumentar as suas chances e se tornar interessante, teria que investir alto nisso.
Portanto, para concluir, eu repito: não se iluda, tudo na vida tem o seu preço!

Links Recomendados:
10 motivos para não namorar
Quer sexo? Transe com uma garota de programa!
Garotas de programa e o homem que descobriu o valor da liberdade

7 comentários:

  1. Olá! Concordo que tudo na vida tem o seu preço! Mesmo que nem seja por vezes esse preço um valor monetário! Me refiro às escolhas nossas de cada dia... O que cabe muito bem em sua comparação: o homem que prefere garotas de programa, sabe muito bem onde fica um buraco enorme em sua vida...
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem sempre é uma escolha. No meu caso eu estou pensando em optar em ir numa garota de programa pois não tenho outra opção. Como no próprio texto exemplifica eu sou um sujeito gordo, feio, tímido, esquisito. Todas mulheres que eu conheço até me elogiam, mas dizem q gostam de mim apenas como amigo. Toda menina q já gostei e tentei algo sempre levei um fora. Então nem sempre é por escolha

      Excluir
  2. @Luciene: Sim, tens toda razão. Neste caso, o homem renuncia o amor para ter liberdade sexual. Mas quem faz essa escolha sabe muito bem das suas consequências.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. nossa, o cara que escreveu isso so pode ser um virgem incompetente sem renda que sai pegando mulher que fica com caminhoneiro de estrada. que postzinho imbecil e sem graça.. vc então prefere pegar puta por ñ conseguir mulher?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mimimi!
      Leia esse post aqui e tenha mais chiliques.

      Abraços.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. E você? Que tem medo de se revelar e fica por trás do anonimato da internet...

      Excluir