segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Vale a pena morar no nordeste?

O elevador Lacerda, em Salvador

s migrações nacionais têm sido temas recorrentes em discussões na internet, em telejornais e até em redações para concursos. Pegando carona nesse assunto, resolvi abordar um tipo de transmigração que tem ocorrido com cada vez mais frequência aqui no Brasil, que é justamente a saída de pessoas das mais variadas regiões do país para irem morar no nordeste.

Durante o século XX, boa parte das migrações nacionais ocorreram através de pessoas que deixavam o nordeste para ir morar no sudeste do país na busca por uma melhor qualidade de vida. Já nas duas últimas décadas vimos o movimento oposto: muitos dos nordestinos que tinham migrado para o sudeste voltando para a sua terra natal graças ao crescimento econômico da região nordeste. E, mais recentemente, acompanhei pessoas deixando outras regiões do país para morar no nordeste. Um exemplo disso foi quando eu entrei no curso de Desenho Industrial na UFPE. Dos 30 alunos que ingressaram via vestibular, 14 eram de outros estados. E não era só gente vinda de outros estados do nordeste não, tinha colegas do Rio Grande do Sul, de São Paulo, do Paraná, do Pará e de Goiás. Aliás, a UFPE - apontada pela Folha de São Paulo como sendo uma das dez melhores universidades do país em 2012 - é absolutamente cosmopolita, tem gente do mundo inteiro por lá.
Sobre o RUF (Ranking Universitário da Folha), que apontou as dez melhores universidades do país, o link segue aqui para quem quiser conferir.

A bela cidade de Maceió

Se tem uma coisa que sempre me chamou a atenção é que a imagem do nordeste passada para outros cantos do país, principalmente através da mídia, quase sempre é de atraso, seca e pobreza. De fato, tais coisas realmente existem por aqui, mas essa imagem do flagelado morrendo de sede em chão rachado não ocorre no nordeste inteiro, como alguns pensam. Mesmo no sertão, por exemplo, vemos cidades muito desenvolvidas e que não sofrem com a seca, como a cidade de Petrolina, em Pernambuco, por exemplo. O problema é que em alguns municípios do sertão faltam recursos e também força política para combater a seca. Já a zona da mata e o litoral do nordeste são uma verdadeira antítese dessa imagem de miséria e seca conhecida pelo Brasil afora. No nordeste há praias belíssimas, um povo dono um calor humano impressionante e festivais culturais únicos. Além do mais, o nordeste tem crescido muito economicamente nos últimos anos, seja pela chegada das indústrias, pela construção de refinarias ou pelo surgimento de novas oportunidades de emprego e renda que vem crescendo a cada ano.

Acho que o grande problema é que se vende no resto do país - e até mesmo no exterior - uma imagem muito negativa e vitimizada do nordeste, o que alimenta velhos preconceitos e leva as pessoas a terem uma visão errada da região.

As cidades de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE) separadas pelo Rio São Francisco

Sobre a minha impressão de morar nesta região, eu sou suspeito de falar, pois nasci e vivi a maior parte da minha vida no nordeste - mais especificamente na cidade do Recife - então é normal que eu tenha um certo apreço pela região. O único estado que eu conheci presencialmente fora da região nordeste foi o estado do Rio e confesso que fora o clima da região e o sotaque das pessoas, notei poucas diferenças práticas para o nordeste.

A seguir vou fazer uma avaliação dos prós e contras de se morar por aqui. Eu vou focar a minha análise na cidade onde eu moro pelo simples fato de conhecê-la melhor e assim poder dar uma opinião mais concisa sobre as vantagens e desvantagens de se morar neste canto do país.

Recife: a Mauritsstad dos armadores das Índias Ocidentais

Vantagens em morar no Recife

Não tem horário de verão
Isso mesmo que você leu: a grande maioria dos estados do nordeste não adota o horário de verão pelo simples fato da região ser beneficiada geograficamente. No verão, a diferença entre as durações das manhãs e das noites é mínima, tanto que mesmo em dezembro a noite continua a cair por volta das 6 da tarde - aliás, não estranhe se ouvir alguém por aqui falar 'seis horas da noite'. O horário de verão na nossa região já foi implantado há alguns anos e como trouxe mais transtornos que qualquer tipo de economia, foi abolido. Por isso, estamos livres disso!

Não faz frio
Se você pretende viajar para o Recife, pode deixar os seus casacos e cachecóis em casa. A menor temperatura que presenciei na capital recifense foi de 18°C, mas isso em um caso absolutamente extremo, já que a amplitude térmica da região é baixa e as temperaturas ficam em torno dos 27°C, em média. Só traga o seu casaco se for conhecer a região serrana de Pernambuco (Garanhuns e Triunfo, por exemplo), onde as temperaturas podem cair abaixo dos 15°C.

Praias lindas
A principal praia do Recife é a Praia de Boa Viagem com os seus mais de 7 km de extensão. Mas em todo o litoral do estado temos praias belíssimas, como Porto de Galinhas, Itamaracá, Catuama e Maracaípe. Aliás, as praias do nordeste inteiro são, em sua maioria, paradisíacas!

Umidade relativa alta
Quem já morou em regiões secas do país sabe como é horrível ficar com os lábios rachados, os olhos ressecados e a pele seca. No litoral, a umidade do ar fica geralmente próxima aos 90% durante o ano inteiro.

Baixa poluição
Diferentemente dos grandes centros industriais, a maioria das cidades do nordeste possui uma poluição atmosférica relativamente baixa. A vantagem da região ser menos industrializada está justamente na pureza do ar que respiramos.

Custo de vida mais baixo
Em média, os municípios do nordeste possuem um custo de vida mais econômico que nos municípios dos estados mais ricos situados no sul e sudeste. Os produtos vendidos mais caros em outras regiões não costumam vender bem por aqui ao mesmo preço exatamente pelo fato da média salarial ser ligeiramente mais baixa que no sul e sudeste. As faculdades particulares do nordeste também costumam ser consideravelmente mais baratas que as do sudeste. Os próprios imóveis possuem uma média de custo ligeiramente menor que a média nacional.

Calor humano
Pode ser impressão minha, mas as pessoas no nordeste geralmente tendem a ser mais prestativas, alegres e simpáticas, mesmo com estranhos. É algo cultural que faz com que os nordestinos tenham o hábito de se tocarem mais quando se falam e de ficarem mais próximos ao se cumprimentarem. Falando em cumprimento, em alguns estados do nordeste, além do beijo dos dois lados do rosto ao cumprimentarem as mulheres, ainda tem aquela coisa maternal de ao invés de mandar um beijo, mandar "um cheiro".

Mais mulheres que homens
Segundo o último Censo do IBGE, o Recife é a capital brasileira onde há maior proporção de mulheres - e a segunda cidade brasileira com mais mulheres (proporcionalmente falando), ficando atrás apenas de Santos, em São Paulo. E todo mundo sabe que as mulheres são muito mais lindas, cheirosas e doces que os homens.

Não possui skinheads e neo-nazistas violentos
Vez por outra vemos pessoas nascidas no nordeste sendo atacadas por alguns grupos radicais em outras regiões do país. Geralmente, grupos racistas que odeiam negros, judeus e nordestinos é que cometem tais crimes. Mas no nordeste não faz sentido que existam pessoas que odeiem nordestinos, talvez até existam, mas não se vê nenhum caso de ataques por causa disso.

O Recife visto do Alto da Sé, em Olinda

Desvantagens em morar no Recife

Racionamento de água
A cidade do Recife e também vários outros municípios da região sofrem há mais de 20 anos com um rodízio de dias com água e dias sem água. Isso ocorre, basicamente, por três razões: para reduzir o desperdício, porque a rede de abastecimento é antiga e necessita de manutenções frequentes, e porque há pouca água nos reservatórios devido à escassez de chuvas na região. Por isso, é obrigatório que as casas tenham a sua própria caixa d'água.

Calor o ano todo
Se a ausência de frio é um aspecto positivo, o excesso de calor então acaba virando um problema. Se bem que ultimamente as temperaturas na região tem ficado abaixo dos 30°C.

Transporte ineficaz
O Recife tem um problema sério com engarrafamentos. E esses congestionamentos ocorrem porque não há metrô interligando regiões importantes da cidade, não há transporte fluvial pelo Rio Capibaribe (que corta toda a cidade) e as ciclovias crescem de forma muito tímida. Alie isso às vias de trânsito estreitas e às centenas de milhares de veículos circulando diariamente que então temos engarrafamentos para todos os lados.

Vias públicas mal conservadas
Não é raro ver calçadas quebradas, problemas graves de acessibilidade em algumas localidades e a pavimentação com remendos perigosos. Sinais sonoros, por exemplo, são raríssimos na cidade.

Baixo investimento em turismo
Muitas pessoas que vem conhecer o Recife reclamam que a cidade é muito cinza, mal cuidada, cheia de prédios velhos (principalmente no centro) e suja. Tirando alguns pontos isolados, geralmente presentes no bairro do Recife Antigo, a maior parte da cidade não tem nenhuma preocupação com a questão estética.

Poucos festivais e shows
Apesar do Recife ter recebido shows de artistas como Paul Mccartney, Deep Purple, Iron Maiden e Black Eyed Peas, isso é muito pouco se comparado com os grandes polos culturais do país como Rio e São Paulo. Quem é acostumado a acompanhar grandes artistas internacionais pode achar muito chato viver por aqui.

220 volts
Diferentemente do sul do país, onde os aparelhos eletrônicos funcionam a 110v, no nordeste a voltagem é de 220v. Se você levar um aparelho de outra região para o nordeste, leve junto um transformador para que ele não queime caso a tensão seja diferente.

Baixo PIB e IDH
Esse é o item que possivelmente mais afasta as pessoas de outras regiões a quererem vir morar por aqui. Segundo a PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), entre os 442 municípios brasileiros com maior IDH, infelizmente, não possui nenhum do nordeste. E entre as capitais, não há nenhuma cidade nordestina entre as 12 primeiras colocadas com relação ao IDH. Já com relação ao PIB, a cidade de Fortaleza é a mais bem pontuada do nordeste ficando na décima colocação; o Recife fica em décimo sétimo após ter subido cinco posições.
O que é fato aqui é que todas as outras regiões do país são mais desenvolvidas que o nordeste. Abaixo vou deixar a lista completa com os valores do IDH e do PIB dos maiores municípios brasileiros.
Municípios brasileiros por IDH
Capitais brasileiras por IDH
Município do Brasil por PIB

A bela Campina Grande, na Paraíba

Minha conclusão
Apesar dos problemas, eu considero o Recife um bom lugar para se viver, principalmente nos bairros mais calmos. Se eu fosse dar uma nota de zero a dez, acho que daria 7,5. Já com relação ao resto do nordeste, isso varia de cidade para cidade. Acredito que nas capitais a vida seja mais ou menos parecida com o resto do país por possuírem recursos e desenvolvimento similar. Mas quem prefere uma vida mais pacata, é melhor viver numa cidade pequena do interior, do que nas capitais do nordeste.
Agora se você é um urbanóide megalomaníaco, esqueça o nordeste, porque qualquer cidade com menos estrutura que o Rio ou São Paulo te enlouquecerá em poucos dias.

69 comentários:

  1. Eu acho que vale muito a pena, em particular para quem tem reservas para investir. O nordeste hoje apresenta um grande desenvolvimento e para quem se adapta ao calor o ano todo e gosta da proximidade do mar azul, pode ser a realização de um sonho.
    Eu acho que já disse, se não disse, declaro agora, conheci em Pernambuco o brasileiro mais carinhoso e amigo, mas isso é coisa de Pernambuco, não é de todo nordeste não.
    Se um dia tivesse a coragem de sair da minha amada Sampa, me mudaria para Recife.

    Beijos meus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nordeste pode não ser a oitava maravilha do mundo, mas sem dúvida tem um encanto único. Muitos turistas que vem do exterior se encantam tanto com a região que decidem morar de vez por aqui. E realmente, o calor humano aqui é diferenciado.

      Ah, e se um dia você quiser vir de vez, Pernambuco te espera de braços abertos! rs

      Abração.

      Excluir
    2. Morro de vontade de sumir de São Paulo, sou cabeleireira, minha filha também, estamos fazendo cursos de dread e rasta, meu esposo é massagista, acha que conseguiriamos com pouco dinheiro comprar algum lugar pequeno pra morar e trabalhar, mesmo que fosse na praia?

      Excluir
    3. Anônimo de 12 de fevereiro: sim, mesmo com relativamente pouco dinheiro é possível ter uma moradia simples. Mas é preciso pesquisar antes para saber qual município e qual bairro sai mais em conta. E é bom também saber se o seu trabalho é valorizado na região, pois não vale a pena se mudar para um lugar onde o seu trabalho não rende o necessário ou tem poucos clientes.

      Excluir
    4. kk esse pernambaquismo e recifailismo é a coisa mais patética que há no ne..kk..pe do leste é dos locais mais mal habitados do ne mas se acha o supra sumo do mundo kk

      Excluir
    5. Vai ao menos aprender o português

      Excluir
  2. Uma cidade tem perspectivas bem diversas para um morador e para um turista. Eu não trocaria meu Pará por nenhuma outra terra. Conheço quase todo o NE (menos Alagoas e Sergipe), e estranhei a violência que por lá vi; morar na beira do mato tem lá suas vantagens, né?

    A bem da verdade meu Estado é dividido em dois: A parte NE (Zona Bragantina) engloba a capital Belém e todo o litoral; é a parte menor e mais populosa; é onde estão os paraenses legítimos - e o restante - quanto mais ao sul, mais miscigenado com os povos de outros estados. Existem verdadeiros "enclaves" no Pará. Não é a toa que queriam separa-lo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado como em um país de dimensões continentais possamos ter tantas diferenças em áreas relativamente pequenas. Eu não conhecia essa divisão em dois estados dentro do Pará. Aliás, isso lembra muito a cidade do Rio, onde a zona sul é altamente miscigenada e cheia de pessoas que vieram de outros estados e a zona norte é onde moram os "cariocas legítimos" ou os "cariocas da gema", como costumam dizer por lá.

      Obrigado pela participação.
      Abraço.

      Excluir
    2. pequeno o pará?..o pará da quase 3 regiões sul..quanto ao lixo de janeiro é uma merda por inteiro

      Excluir
  3. Olá, confrade. Também moro em uma capital do Nordeste. Quero parabenizá-lo pelo teu belo texto, mas com uma importante ressalva, se me permite.

    Não é verdade que se ter mais mulheres em um estado ou região implica necessariamente em alguma vantagem. Isso na verdade é uma falácia ginocêntrica e preconceituosa.

    Aposto que você nunca diria que é mais vantagem se ter negros do que brancos em tal lugar (ou vice-versa). Ou diria que é mais vantagem se ter nazistas que judeus.

    Você dizendo assim, fica a impressão que você está querendo duas coisas, com palavras politicamente corretas do tipo "mais lindas, cheirosas e doces": 1) Ganhar mais acessos e aplausos das mulheres; 2) Provar sua heterossexualidade.

    Ao dizer que é mais vantagem se ter mais mulher em uma região, você está dizendo de forma indireta que os homens são descartáveis, que a vida e a presença das mulheres é mais importante, e que a dos homens é secundária. Se você realmente acha isso, faz o seguinte, então: saiam de Recife, você com seus familiares do sexo masculino e aumente ainda mais a vantagem de se morar em Recife.

    Talvez você diga que foi apenas uma simples brincadeira, mas isso não é. Isso é misandria! O que vem depois disso? "Mais humanas?" "Mais honestas?"

    Peço humildemente que você reflita sobre estas duas seguintes coisas: 1)Se você dissesse o contrário, que é mais vantajoso se ter mais homens que mulheres numa região, acha que as mulheres que conhecem o seu blog iriam deixar como está?; 2) Quando é que nós vimos alguma mulher dizendo o contrário, ou seja, que se é mais vantajoso ter homens que mulheres em determinado local, ou coisa parecida? Entende o que quero dizer?

    Orgulhemo-nos de sermos homens. Enxerguemo-nos como tais. Valorizemo-nos.

    Abraços, de coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Charlton Heslich Hauer!

      Acho que eu preciso ser mais explícito quando usar uma ironia ou sarcasmo em minhas postagens. Óbvio que ter mais mulheres ou homens não torna um lugar melhor ou mais agradável, mas é inevitável que eu, como hétero, considere tal fato como sendo um atrativo a mais. Talvez uma mulher hétero pense justamente o oposto: que morar aqui seja uma desgraça justamente pela escassez de homens. Porém, como eu falei, tentei ser sarcástico para brincar com o fato - não é uma questão de sexismo.

      Agora se você acha que isso é misandria, putzgrila, velho, acho que você deve ter algum trauma, pois isso não tem nada a ver. Homens que precisam de auto afirmação devem ter um auto estima muito baixa. Eu acho muito tosca essa ideia de valorizar os grupos que estão "perdendo" espaço para outros reprimidos.
      Falando nisso, tem uma postagem neste blog tratando justamente sobre isso e se chama "Exército de Chorões". Essa "perda de espaço" de religiosos, homens, brancos e héteros para grupos reprimidos, na minha opinião, não passa de mimimi e falta de vergonha na cara. Se queremos igualdade, não tem para que ficar de chororô.
      Outra postagem neste blog onde eu critico essa ideia é justamente a intitulada "Coitadinhos dos homens...". Pode procurar. Acho que essa vitimização das maiorias que sempre reprimiram outros grupos não passa de um medinho típico de pessoas mimadas demais que estão perdendo a sua supremacia.
      Se os homens, héteros, brancos querem ser valorizados, que tenham atitude ao invés de ficar de resmungo com as conquistas dos grupos reprimidos. Eu não temo as conquistas alheias porque eu sei me valorizar como homem e como se humano.

      Até mais, abraço.

      Excluir
    2. Ele é tão nerd q acha q um logar com mais mulheres não é vantagem. Qualquer homem verá vantagem aonde tem mas mulheres.

      Excluir
  4. RESPOSTA 1)

    Creio que você esteja plenamente enganado em algumas coisas.

    Sem dúvida, você foi prudente ao confessar que realmente deveria apontar ironia ou sarcasmo na questão. Essa dá pra enganar. Mas mesmo sendo uma brincadeira, não deixou de ser um ato ginocêntrico. Não acha que já passamos da hora de parar de endeusarmos a mulher? Não acha que o excremento que ela solta é tão fétido quanto o nosso? Entende?

    A questão de ter escrito por causa da heterossexualidade é que não colou bem e não serve como desculpa porque, acredito que você faça textos para leitoras mulheres heterossexuais, também. E se você pensa que, “talvez mulher hetero pense diferente, e que ache uma desgraça morar em tal local”, ENTÃO PORQUE COLOCOU SER MAIS VANTAJOSO UM LOCAL QUE TENHA MAIS MULHERES, se você também escreve para elas?

    Outra coisa, supor que o homem interlocutor tem algum trauma pelo fato de se defender enquanto homem, é o que eu chamo de TÁTICA DE CONSTRANGIMENTO e não tem nada a ver com lógica ou com a boa dialética. Essa tática geralmente é utilizada para tentar fazer com que o interlocutor fique na defensiva. Gostaria de lembrar que, as circunstâncias que levam uma pessoa a defender determinada coisa não tem nada a ver com a verdade ou a falsidade dessa mesma coisa.

    Você cita, de forma pejorativa, a questão da “necessidade de auto-afirmação”, escrevendo isso num até tom de superioridade. Mas ninguém aqui falou em auto-afirmação (sim, ainda estou escrevendo seguindo a “antiga” Gramática). Talvez você tenha tirado isso quando eu falei que o homem deve se enxergar como homem. Mais adiante eu explico mais sobre isso e o porquê de SE VER como homem é fundamental. Enquanto os homens fazem parte do único “grupo” que não se enxerga como tal, mulheres se vêem como mulheres, americanos se vêem como americanos, gays como gays, negros como negros...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu deus....
      Quanto mimimi
      Meu fi vá se tratar!!
      Parece que não tem nada o que fazer e daí resolve procurar erros, interpreta da maneira errada as coisas pra poder fazer esse aue todo e dá uma de intelectual.
      Use suas palavras "sábias"para o bem! Abraço!

      Excluir
  5. RESPOSTA 2)

    As coisas mais lamentáveis que você escreveu em seu último comentário foram justamente quando entrou na parte dos “Exército de chorões”, “perda de espaço de alguns grupos para outros grupos reprimidos”, “coitadinhos”, “mimimi”, “falta de vergonha na cara”. Eu também li seu texto e lamento profundamente que pense assim. Mas não posso deixar passar em branco, sem uma resposta, os seus arraigados pressupostos sobre “opressão”.

    Você falou mais adiante o seguinte: “Se queremos igualdade...”. Ponto. É isso que vou discutir. E é justamente isso onde queria chegar.

    Em PRIMEIRO LUGAR, a sua teoria de opressão, de patriarcado, de que homens foram opressores e mulheres, oprimidas, foi a maior aberração dita por você (e pela maioria da sociedade que compra essa errônea idéia). Isso É UMA COMPLETA E TOTAL FARSA.

    Você já parou pra pensar uma só vez na vida sobre isso? Com pensamentos próprios, e não com a cabeça daqueles que têm isso como certo? Você já notou que diversas teorias, até científicas, são combatidas, como a da Evolução, por exemplo, mas a teoria da opressão é dada como certa? Já parou pra pensar porque que cada voz que questiona isso é violentamente reprimida?

    Pois bem, vou te dizer uma coisa e espero que você guarde isso para o resto da vida: O SEXO MAIS OPRIMIDO, MAIS MASSACRADO, O QUE SEMPRE TEVE O DESDÉM DE TODA A SOCIEDADE, E UMA VIDA MENOS VALOROSA SEMPRE FOI O HOMEM.

    Não existiu patriarcado. O que sempre existiu foi o GINOCENTRISMO. Em toda a história da humanidade… eu falo TODA, cada homem sempre foi obrigado a entregar seu próprio ser, sua identidade e sua vida em prol das mulheres. Os homens sempre tiveram como obrigação poupar as mulheres do sacrifício e das dores. As mulheres sempre ensinaram isso aos homens. Não é à toa que o eterno lema ensinado aos homens sempre foi: “MULHERES E CRIANÇAS, PRIMEIRO”. E observe que as mulheres eram colocadas até a frente das crianças.

    Não pense que, se na história sempre houve uma meia dúzia de homens comandando, isso implicava que todos os homens eram beneficiados. PELO CONTRÁRIO. A maioria esmagadora dos homens sempre foi massacrada e escravizada, desde os tempos em que eram obrigados A LEVAR TONELADAS DE PEDRAS NAS COSTAS PARA SE FAZER AS PIRÂMIDES DO EGITO, até hoje quando você só apenas vê HOMENS CORRENDO FEITO ANIMAIS ATRÁS DOS CAMINHÕES DE LIXO PARA COLETAR OS LIXOS DA CIDADE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sim, particularmente o homem nostratico que por ter entrado primeiro na civilização possui a meia dúzia mais antiga e portanto seu comum foi o mais sugado desde o neolítico ou antes passando por glebas do medievo, fabricas inglesas e minas inglesas, pontes e edifícios dos eua, matagal do sul, escravos das fabricas de catai, etc

      Excluir
  6. RESPOSTA 3)

    Não pense que o ato de trabalhar era negado às mulheres. Primeiro, que trabalho não era diversão. Segundo, a maioria dos trabalhos sempre foi de trabalhos ALTAMENTE INSALUBRES, MASSACRANTES, DUROS. Não havia transporte. As condições dos seres humanos sempre foram duríssimas, e os homens é que tinham o dever de enfrentar isso. As mulheres eram poupadas disso. Quando as mulheres trabalhavam, eram sempre em locais muito mais fáceis. Muito menos insalubres. Essa foi a regra. Ou você acha que o período de “bem-estar social” sempre existiu? Não sabe que o estado de bem-estar social é um recém-nascido? Acha que todos trabalhavam em salas com ar-condiconados e tinham automóveis? NÃO PERCEBE QUE, TODA A VIDA, AS MULHERES SÓ ENTRAM EM LOCAIS PRIVILEGIADOS, ENQUANTO OS HOMENS FICAM COM O TRABALHO MAIS DURO E ESCRAVO?

    Não importam se eram brancos, negros, etc. A maioria massacrada tinha um sexo, e se chamava HOMEM.

    Eram e são os homens que tinham e têm a OBRIGAÇÃO de ir para as guerras. De sacrificar suas vidas em prol das mulheres e do país.

    Você falou em igualdade, e é justamente isso que queremos. NUNCA NINGUÉM SE PREOCUPOU COM OS HOMENS. COM SUA SAÚDE. NADA! Sempre os alienados, assim como você, acham que devemos ser burros de carga da sociedade, suportar todas as dores, sem pedir ajuda, sem reclamar OS SEUS DIREITOS MAIS BÁSICOS, porque, se fizéssemos isso, seríamos "bebês chorões", não é assim que você pensa?

    As mulheres tem INFINITOS DIREITOS... vou repetir: INFINITOS DIREITOS. Vou repetir de novo: INFINITOS DIREITOS A MAIS QUE OS HOMENS. Isso não é igualdade.

    Ainda que a teoria do patriarcado não fosse uma mentira criminosa. Supondo que essa teoria caluniosa fosse verdade, mulheres que estão nascendo hoje não merecem ter mais privilégios do que já têm. Homens que estão nascendo hoje não merecem ser punidos por supostos erros do passado. Nunca tivemos igualdade. Hoje, menos.

    Para terminar, foi por isso que eu disse que tínhamos que nos enxergar como homens. Só assim poderemos lutar enquanto grupo por mais eqüidade e justiça para a gente. Há uma discriminação hedionda em todos os lugares contra os homens. Somos discriminados pelos governos, pela mídia, pelos sistemas legais, pelas instituições acadêmicas, etc.

    Duvida que somos discriminados? Então leia o post do blog DIREITOS DOS HOMENS de um amigo meu. Talvez você desintoxique um pouco o cérebro:

    http://www.direitosdoshomens.com/sexismoaaz/

    Sobre o seu texto “Exército de chorões”, eu respondo com o seguinte post do meu blog SEXO PRIVILEGIADO. O texto dele e os seus pensamentos são lamentavelmente parecidos.

    http://sexoprivilegiado.blogspot.com.br/2012/11/a-repugnante-coluna-de-um-reporter.html

    E por fim, se quiser entender compreender mais um pouco o que falei, peço humildemente que leia os posts sobre a TEORIA DO GINOCENTRISMO.

    http://sexoprivilegiado.blogspot.com.br/search/label/Teoria%20do%20Ginocentrismo

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. RESPOSTA 1)
      "ENTÃO PORQUE COLOCOU SER MAIS VANTAJOSO UM LOCAL QUE TENHA MAIS MULHERES, se você também escreve para elas?"

      Já respondi, foi em tom de sarcasmo. Se não entendeu, por favor, me poupe.

      RESPOSTA 2)

      "Em PRIMEIRO LUGAR, a sua teoria de opressão, de patriarcado, de que homens foram opressores e mulheres, oprimidas, foi a maior aberração dita por você (e pela maioria da sociedade que compra essa errônea ideia). Isso É UMA COMPLETA E TOTAL FARSA."
      O tamanho do ABSURDO que você escreveu agora me deixou estarrecido. Cara, você não conhece a história? As mulheres durante muito tempo não tiveram direito ao voto, direito a dirigir ou mesmo a trabalhar fora. Isso sem falar na repressão feroz à sexualidade feminina. Se isso não é OPRESSÃO, me desculpa, mas é o senhor que precisa rever os seus conceitos.

      "cada voz que questiona isso é violentamente reprimida?"
      Camarada, a repressão às mulheres é um fato histórico. Não é questão de reprimir a opinião contrária, mas é porque ela é tão absurdamente contrária aos fatos, que acaba se tornando ridícula. A própria evolução, como você citou, é negada por muitos criacionistas que usam o mesmo estilo de discurso que você está usando agora.

      Mudando de assunto, eu estou há meses devendo uma postagem que fala sobre o sofrimento masculino, sobre o fato de termos as nossas emoções reprimidas, de termos menos campanhas médicas para tratar da nossa saúde e o maior genocídio de todos: a GUERRA. Somos nós que morremos na guerra pelas mulheres e pela nossa família. Mas isso NÃO anula o fato de que as mulheres também sofrem e também foram reprimidas por nós, homens.

      RESPOSTA 3)
      Eu queria ver você usar esse seu mesmo discurso para afrontar aquelas mulheres que foram queimadas vivas numa fábrica de tecidos em Nova Iorque, no dia 8 de março de 1857. Se trabalhar 16 horas por dia, ganhando um terço do que os homens ganhavam e sendo tratadas como animais for algo agradável, acho melhor mudar esse seu discurso misógino e vitimizado.

      Eu já disse trilhões de vezes neste blog que sou a favor de direitos iguais. Obviamente, por isso, se qualquer feminista quiser colocar o gênero feminino acima do masculino na busca por privilégios, eu serei o primeiro a me manifestar contra.

      Sobre os "bebês chorões", em momento algum eu afirmei que temos que ser os burros de carga da sociedade. Isso é uma falácia do espantalho. Eu apontei que o medo da emancipação feminina por parte dos homens é uma vitimização, uma resposta natural de quem está perdendo os seus antigos privilégios.

      "Ainda que a teoria do patriarcado não fosse uma mentira criminosa."
      Francamente, amigo. Eu te recomendo um bom livro de história. O patriarcado começou na Revolução Neolítica com a produção de excedentes e a necessidade do HOMEM ter herdeiros legítimos. E isso perdurou por milênios. Negar o patriarcado beira o ridículo.

      Por fim, eu concordo que ninguém tem que ser punido pelos erros de gerações anteriores, mas isso que o senhor está defendendo tem nome e se chama MISOGINIA.

      Se eu tiver tempo, em respeito a sua participação, prometo ler os links.

      Ah, o tema dessa postagem era o que mesmo? Sim, o NORDESTE.

      Até mais.

      Excluir
  7. Finalmente um diálogo sobre a questão!

    Farpas á parte - (no calor da luta, mesmo a de idéias, sempre se comete algum estravaso indevido) - tenho sido uma voz solitária quando defendo praticamente as mesmas idéias do amigo Charlton Hauer.

    A abordagem sexista, embora sedutora, é insuficiente (pra não dizer equivocada) para abarcar todas as questões que nesse caso são, obviamente, de cunho econômico.

    Culpar todo um gênero pelas atitudes de uma "meia dúzia" de homens privilegiados é um erro infantil; uma tática de avestruz diante da realidade.

    Acho que se poderia aproveitar o mote, sair da zona de conforto, e encarar a crítica com a mesma naturalidade e desenvoltura com que se recebe os aplausos, de sempre.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eudyrj.

      Debates, mesmo os mais calorosos, são sempre saudáveis, porque fazem com que revejamos os nossos conceitos. Todos têm a ganhar quando ideias são debatidas sem fanatismo.

      E para os que pensam que eu sou misândrico, escrevi um post há algum tempo neste blog chamado "Misandria (Feminazismo)", onde critico os exageros estúpidos praticado por algumas feministas que defendem a "superioridade" feminina. Qualquer ideia de superioridade é estúpida para mim.

      Quanto a qual dos pontos de vista está certo ou errado, eu tive um amigo, falecido a dois anos, que costumava dizer ao emitir suas opiniões: "A verdade é a realidade, todo o resto são versões - e essa é a minha". Nada mais poético...

      Sim, críticas são sempre bem vindas, afinal, toda unanimidade é burra.
      E que ninguém se incomode por defender suas ideias, afinal, ideias são a prova de balas.

      Grande abraço.

      Excluir
  8. Nossa, nao sei por que ha tanta discussão em cima de algo tão sem importancia, mas Weelington, gostaria de parabenizar o seu blog, gostei muito do post e com certeza serviu muito para mim, quero morar no nordeste, mas nao quero morar em um lugar que existe mais mulheres do que homens, pois isso cria um grande desiquilibrio e problemas familiar.
    Obrigada, vou pesquisar outras cidades do Nordeste, pois isso para mim foi um fato decisivo para eu nao ir para la com meu lindissimo marido.

    Obrigada,

    Cristiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, obrigado, Cristiane! rs

      Quanto a essa história de ter mais mulheres que homens, creio que isso não signifique muita coisa, pois há quem diga, também, que as mulheres do nordeste são as "menos bonitas" do país. E para quem é fiel, pouco importa o número de mulheres que possam existir ao redor - o que importa mesmo é a lealdade e o respeito à parceira. Afinal, quem quer trair, trai de um jeito ou de outro.

      Um abraço.

      Excluir
  9. penso em sair do RGS e morar no nordeste, acredito que o País está mudando ou melhor as pessoas, já não acreditamos mais em estado desenvolvido pois aqui já foi referencia nacional e hoje também é com um dos piores indices de educação, o cidadão precisa de qualidade de vida, coisa discutida no mundo e o que é qualidade de vida para vocês ? bem acredito na minha opinião que qualidade de vida é estar bem no meio em que vive, e podem ter certeza que milhões de brasileiros não tem qualidade de vida, vivem onde vivem porque é interesses ou melhor obrigação, medo, incertezas, vaidades, orgulhos, bem coisas tão primitivas como o próprio capitalisamo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A qualidade de vida é isso mesmo que vc citou: é o bem estar que cada pessoa sente – e isso pode ser possível em quase qualquer lugar do país. O que eu mostrei no post é que o padrão de vida (expectativa de vida, renda per capita e PIB) no nordeste é considerado ligeiramente inferior na média em relação a outras regiões do país, mas isso não torna a qualidade de vida pior.

      Obrigado pela participação.

      Excluir
    2. bem já fui no seu estado..o rs tem praias horríveis..da pena..Uruguai e sc vizinhos tem praias bem superiores..no hinterland tempos o pampa..aquele pampa de coxilhas ou algo assim é bem bonito, mas é meio vazio..a serra de vc´s achei bem bonita, apesar de inferior a de sc que até neva..mas o próprio guia falou que os índices mais altos de suicídio no país estão na serra gaúcha que é o lugar menos pior do estado de vc´s..de facto prefiro morar numa costa paradisíaca com o clima da Golden coast australiana do que num hinterland onde só tem suicídio com tantos dias nublados e frios

      Excluir
  10. Mulheres Nordestinas são as mais Gostosas !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. minha resposta foi parar la no final putz - blogspot cheio de bug

      Excluir
  11. Parabéns pelo seu post wellington...procure não responder ao que foge do foco da sua bem intencionada declaração sobre o nordeste porque isso é algo que acontece devido ao fato de todos acharem que podem dizer o que querem.

    Parabéns! Claro, divertido e gentil nas suas palavras...não ofendeu ninguém!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, brigadão pela participação! E obrigado também pelos conselhos. Eu estou aprendendo a lidar melhor com esse tipo de comentário de pessoas que simplesmente querem fazer bagunça.

      Excluir
  12. quanta estupidez!!!

    ResponderExcluir
  13. melhor colocar assim, todas as cidades brasileiras tem suas qualidades e seus defeitos, e que devemos lutar para melhorá-las, tem frio e tem calor, tem riqueza e tem pobreza, eu moro em Curitiba e conheço todo o pais, amo o Brasil e sei que "todo povo brasileiro" tem bom coração e quer vencer na vida, só isso!! Acho bairrismo uma estupidez que dá dó de quem pensa assim!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. curitiboca adora dizer que mora na melhor cidade do mundo..credo, se isso é a melhor nem quero saber qual a pior..mil vezes as capitais do ne que esse antro hinterlandesco gelado dai..ate conheço quem trocou Curitiba pelo ne e até diz que os sulixos são frescos e os nordestinos mais calorosos e quem disse isso nasceu no sul

      Excluir
  14. Li todo comentário. E sem duvida o Charlton Hauer, ganhou a discussão. Que o autor do blog se recicle, essa é minha sentença!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Charlton Heslich Hauer é um mascutroll que usou a falácia do espantalho e uma batelada de argumentos machistas num post que não tem nada a ver com o assunto. Não apaguei os comentários dele por respeito à liberdade de expressão, porque ele demonstrou ser preconceituoso, misógino e fascista. E espero que você deixe de ser machista também, caro Anônimo: essa é a minha sentença! Rarará!

      Excluir
  15. Caro dono do blog, nota-se, seu descontrole emocional, típica de quem não aceita opinião contraria e vem logo retrucando com pequenas ironias. Pois saiba caro dono do blog , que cada cabeça uma sentença, ninguém é obrigado a pensar pelos seus conceitos.
    .
    Se homens julgam que seus direitos são prejudicados em relação ao feminino. Penso ser um direito dele criticar o que lhe incomoda, tanto quanto é seu direito também de endeusar as mulheres, ou das próprias mulheres, também lutarem por seus interesses.
    .
    Não percebi durante o comentário de Charlton Heslich Hauer, em nenhum momento, "a pregação de algum mau físico ou psicológico as mulheres". Portanto é vã sua tentativa de aponta-lo com nomes pejorativos, tentando ganhar a discussão demonizando o oponente.
    .
    E digo mais, proponho que o assunto seja mais amplamente discutido em um próximo post, aqui mesmo nesse blog. Onde o dono do blog aja com imparcialidade e se coloque em outras realidades, assim saberá que existem outros ângulos de visão, que não os seus.
    .
    Se Os gay, Negros, mulheres e tantos outros lutam por seus direito enquanto gênero ou raça. Porque não poderiam também os homens? Ou será que os homens são plenos detentores de todos direito que os beneficia sem pagar um preço de opressão na sociedade. O que se vê na realidade é bem diferente e a verdade é tanta que todos podem reivindicar, menos os homens é claro.
    .
    Mudando de assunto, gostei muito da matéria sobre o nordeste, já estive em Recife e Campina grande, tenho saudade dessas andanças. Povo amavel e hospitaleiro, cultura interessante e paisagens lindas. Tenho saudade da deliciosa tapioca regada com manteiga de garrafa, nos cafés da manhã e também da exótica carne de bode em muitos restaurantes. Recomendo a viagem para quem ainda não conhece o Nordeste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo, não quero que pensem com a minha cabeça, cada um que pense como quiser: é até melhor assim. E realmente é um direito dele criticar o que bem quiser, mas quem fala o que quer ouve o que não quer. Negar o patriarcado, a meu ver, já é uma violência contra as mulheres. E o Charlton insistiu nisso e em outras bobagens, mostrando ser uma típica olavette desvairada. Eu não tenho nada contra movimentos que lutem em defesa dos homens, muito pelo contrário. O problema é que o masculinismo que temos hoje é representado pela extrema-direita de grupos como 'a Real' ou 'Cavaleiros do templo'. Não me sinto representado por que nega o patriarcado e chama o feminismo de "ginocentrismo". Existem questões sérias envolvendo os homens pelas quais devemos lutar, como o fim dos estupros nas cadeias, os programas para reduzir o câncer de próstata e a violência doméstica contra o homem. Mas discordo que a solução para isso passe pelo crivo moral de reacionários sexistas. Homens são homens, independente de ideais ou posicionamento político, e eu não percebo isso nesses movimentos, que hostilizam socialistas e centristas. Estou reunindo argumentos há meses para postar sobre este assunto, mas tenho outras centenas de outros temas na fila para abordar neste blog também. O grande problema dessa história é que homens, brancos e heterossexuais ainda são privilegiados em relação a outros. Não podemos negar os nossos privilégios quando defendemos melhorias para os homens.

      Sobre o tema deste post, eu pretendo expandi-lo falando futuramente sobre outras cidades do nordeste, incluindo aí a culinária e os aspectos culturais. O problema desta postagem é que ela focou demais no Recife. Acho que o título do post poderia ter sido mais específico, mas isso é o de menos.

      Em todo caso, obrigado pela participação.

      Excluir
  16. Ok, expus minha opinião e entendi a sua. Com isso ganha a liberdade de opiniões e fica como característica do dono do blog, ser uma pessoa, embora impulsivo em alguns momentos, exerce a maior virtude que pode haver em um blog, que e é a democracia. Com isso ganhamos todos.
    .
    Agradeço ao espaço concedido.

    ResponderExcluir
  17. Não entendi nada do que escreveram, mas na minha opinião tem que acabar com todos esses movimentos de defesas de negros, homens, mulheres, gay, minoria disso ou minoria daquilo, o que está acontecendo hoje em dia é retrocesso da raça humana ou a evolução das diferenças, veja que ampliando esses conceitos iremos chegar no preconceito de um país contra outro e indo mais longe ocidente contra o oriente, não tem mais fim, tudo vaidade ao meu ver. Mas sobre o assunto, juntei dinheiro durante dois anos para passar as festas de fim do ano de 2012 nas praias de Matinhos e Caiobá no Paraná (sou de Curitiba) com a minha família (2 irmãs, 1 irmão, 3 filhos e outros dois gaudérios que me chamam de cunhado e não se coçaram com nada) não passei luxo, mas aproveitei muito com os pías de 15, 2 e 1a e 3meses, foi maravilhoso para nós, agora vou ficar mais dois anos juntando para ficar um mês inteiro no litoral catarinense. Tenho vontade de conhecer alguma praia do nordeste, mas daí tenho que economizar quatro anos, para se ter uma ideia é mais barato para nós assalariados do Sul ir para Miami do que para o nosso nordeste, então o conceito de que aí é mais econômico, não é verdade para os turistas. Todas as pessoas que conheço aqui que foram trabalhar ou morar no Nordeste voltaram em pouco tempo por causa do clima exageradamente quente, a diferença de cultura é muito grande, e outros amigos do interior do Paraná falaram que é difícil até para conversar, dá para ler bem, mas para conversar leva muito mais tempo, pois o sotaque e as palavras totalmente diferentes criam mais um obstáculo de relacionamento entre pessoas de uma mesma nação, mas de lugares diferentes, estava esquecendo da comida que é muito diferente também.

    ResponderExcluir
  18. Uma vez fui numa festa de uns conhecidos vizinhos meus, mas só experimentamos um dos vários pratos que lá estavam, era um banquete caprichado, mas somente os cearenses comiam, nós paranaenses não conseguimos comer é muito forte e o estômago não aceitava de jeito nenhum, uma situação muito constrangedora, mas a sorte foi que um deles falou "Vocês paranaense não sabem o que é bom" e acabamos comprando carne e fazendo um churrasco com tomate e cebola. O fato de que os nordestinos são mais faladores, mais simpáticos com estranhos é verdade, pois tenho vizinhos cearenses que vieram trabalhar aqui em Curitiba e em menos de seis meses já conhecia a maioria, e tenho vizinhos daqui mesmo que já faz mais de dois anos e nunca conversamos. Não que nós não sejamos simpáticos, somos e muito, mas somente com aqueles que conhecemos, outra diferença de cultura, somente isso. Aqui também é o lugar que tem mais skinheads no Brasil, mas somente nos bairros mais ricos. Estou comentando muitas bobagens porque achei interessante o que vi nesse blog. Sempre pesquiso lugares para visitar e talvez um dia quando tiver coragem ir morar, gosto muito de Curitiba e de Ponta Grossa, mas não tem praia, que gosto muito e nosso litoral não tem ofertas de emprego que possa se viver, então pesquiso lugares litorâneos, somente do Sul, pois as diferenças citadas me desmotivam a sair daqui, hoje por acaso resolvi quebrar esse paradigma e encontrei esse tópico e me chamou a atenção por dois motivos, o primeiro é o custo de vida, eu já sabia que nas capitais do nordeste é muito diferente do que o interior, em todo lugar é assim, mas nunca tinha ouvido dizer que era mais barato do que no Sul, ainda duvido, mas vou investigar a fundo, a outra foi essa discussão fora do escopo, que foi tão inútil quanto discutir sobre a existência de Deus, mas como dito, as opiniões devem ser respeitadas, e refletindo sobre isso, conclui que aqui não é o meu lugar, pois o meio em que vivo, no subúrbio, as discussões não são acadêmicas e complexas como essa, muita coisa relatada aqui só ouvi falar e poucas vezes no meu meio presencie algo em 40 anos de existência e hoje em dia muito menos, não vejo nada como minoria e acho até chato falar isso, pois no subúrbio só temos uma coisa em comum, somos todos pobres, o resto é virado no que que é aquilo, cada um se vira do jeito que pode, se tem diferenças ou preconceitos raciais, sexuais, religião, não aparece e quando aparece é muito pouco. Em resumo acho que a massa não evolui tanto para entrar em discussões como essa, acho que como eu nem sabem que exista, só sabe das diferenças entre pobres e ricos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante o seu depoimento, Wandragon. Agradeço pela sua participação. Abraço.

      Excluir
    2. não acho que seja mais barato viver no ne que no sul..lembro que no sul apesar de haver coisas caras em zonas turísticas em outras comi muito bem por preço bem interessante muita coisa boa italiana, alemã, gaúcha do pampa e cia enquanto que essas mesmas coisas no ne vc teria que ir para bairros nobres e gastaria muito mais..no sul isso é comum..a vizinhança com países de cambio menor também deve ajudar via maior proximidade com o resto do mercosul

      Excluir
    3. é aquele mesmo padrão dos eua..onde quanto menos poder de compra vc tem mais caro vc paga proporcionalmente..quanto ao comportamento é o mesmo padrão que verifico no facebook embora eu vejo gringos que são muito mais simpáticos que muitas pessoas do sul e de sp; e os gringos tem fama de serem frios

      Excluir
  19. Wellington achei muito interessante e bem-humorado seu texto. Aliás a forma escrita já deveria revelar a alguns que seu objetivo não era acadêmico e não merecia críticas tão pesadas, faltou jogo de cintura a certos leitores. Qual sua opnião a respeito das cidades pequenas/médias (entre 50.000 e 100.000 habitantes), que exercem função de capitais de suas micro-regiões do NE? Não seriam essas as "bolas-da-vez", levando em conta maior espaço para crescimento do que as capitais? Lógico, cada caso é um caso, o nordeste é imenso, mas em linhas gerais gostaria de saber sua opnião! Obrigado e parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz bastante tempo que eu não viajo para o interior do nordeste, então realmente não sei como as coisas estão hoje em dia nessas regiões. Mas pelo que ouço falar, apesar de haver um maior clima bucólico e pacato nessas cidades do interior, o IDH não parece ser tão bom quanto o das capitais. Recomendo que você dê uma olhada neste link aqui, do G1 Brasil e tire as suas dúvidas com relação à qualidade de vida de municípios específicos.
      Abraço e obrigado pela participação.

      Excluir
    2. o idh é ruim para o comum dali que geralmente é rural de casta baixa, mas os índices criminais são interessantes..há cidades que não registram nem mesmo um homicídio ao ano..mas em compensação só tem a festa da padroeira la..kk..fui numa cidade chamada desterro no sertão do ne e la eles até varrem as casas na sua direção por que odeiam forasteiros, mas a cidade parece mais organizada e decente e bem habitada que outras da zona..ja quando fui em Taperoá eles me olhavam como se eu fosse um et por que quase nunca alguém de fora vai la eu acho dai vc vira atração turística..é como aqueles chinas que nunca viram um ocidental

      Excluir
    3. essas entre 50 e 100 mil não acho muito interessantes não..elas são morgadas como as pequenas sem os benefícios das maiores..só ônus..kk, mas não deixam de ser pólos interesantes

      Excluir
    4. mas tem delas com boa economia que se vc for qualificado consegue se dar bem..ja vi gente trocando capital por elas..exemplo é brejo santo no ceará mas tem varias outras..muitas delas tem belos condomínios fechados que lembram o primeiro mundo

      Excluir
    5. tem desses pólos que tem aqueles condomínios fechados que lembram aqueles subúrbios americanos de casta meso-alta ou b

      Excluir
  20. Cara, pra mim é vantajoso ir para um lugar que tem muito mais mulher do que homem. Sem dúvida alguma. Hétero gosta de ver mulher. Muita mulher. As mulheres deixam a cidade mais enfeitada, mais interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kk..vantagem seria se as pernambacas fossem gostosas tipo as catarinas, mas nem sonham hehe

      Excluir
  21. Sou do sul e não entendo essa briga toda por falar que um lugar ter mais mulheres é bom... ohh raios! Discussão mais tola! Penso que se o cara não concorda com algo... feche a página! Wellington Fernando, muito bom seu texto. Gostaria de saber se tu tens conhecimento sobre a cidade de João Pessoa? Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Natã!
      Olha, infelizmente, não posso te falar como anda João Pessoa hoje, porque faz duas décadas que estive lá pela última vez. Mas pelo que escuto de quem esteve por lá recentemente, me parece que no quesito mobilidade urbana e oportunidade de empregos a cidade está um pouco à frente do Recife. Dê uma pesquisada na web para tirar suas dúvidas.
      Abraço.

      Excluir
    2. joão pessoa é pra mim a capital do ne com o litoral mais completo; basta comparar com recife..na zona norte recife é só pântano fedido, na zona sul bv é uma reta sem graça nem enseadas e sem falar que recife tem muitos problemas e o leste de Pernambuco em ser mal habitado quase empata com salvador e são luís dai a criminalidade

      Excluir
    3. fora joão pessoa, escolheria natal; e se não existisse nenhuma das duas escolheria aracaju; e se não existisse nenhuma das 3 escolheria Maceió, mas Maceió é a mais violenta, então leve um colete a prova de balas kk..se todas essas não existissem iria para fortaleza; se estas não existissem mudaria a capital de teresina pra parnaiba e iria pra la..iria ser uma capital costeira bem bonita vizinha do delta e dos lençóis; sem essas aí sim optaria pelo recife; o difícil é saber entre são luis e salvador qual a pior - salvador mais mal habitada em números absoluctos e são luis tem aquela arquitetura linda do boom econômico de 1800, mas não sei se isso bastaria pra escolher ali..já no interior do ne gosto daquelas que tem clima ameno tipo areia, Garanhuns, et cetera..são os brejos de altitude..eles somam a umidade do leste com o platô atlântico setentrional..pra mim são o melhor clima do mundo pra se habitar fora da costa

      Excluir
  22. Olá Wellington....

    Legal a tua iniciativa com relação a abordagem sobre o assunto.

    Meu nome é Fernando, e moro em Porto Alegre.

    Geramente passo férias com minha esposa, que é baiana, no nordeste, e quase sempre procuramos por lugares pequenos, pois temos a idéia de abrir um negócio e mudar de vida, no sentido de qualidade de vida.

    Ainda não conhecemos nada em Pernambuco, mas o que as vezes nos assusta um pouco é a questão da violência, principalmente nas capitais, como Salvador e Fortaleza.

    Nas menores cidades, notamos uma falta de estrutura muito grande, como problemas com agua, e saúde publica.

    Você tem a mesma idéia que a gente?

    Ainda estamos em fase de pesquisas sobre onde morar, o que fazer....mas temos algumas idéias das que conhecemos que são Natal (unica capital que ainda tem uma tranquilidade, muito embora não tenhamos passado tanto tempo lá), São Miguel do Gostoso, Pipa, Canoa Quebrada, Jericoacoara e Itacaré...você conhece alguma delas? em Pernambuco, tem alguma praia pequena, que você conheça e que indique com um potencial para conhecer?

    Obrigado e parabéns pelo Blog!

    Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fernando!

      Pois é, não existe lugar perfeito neste país, principalmente no nordeste, onde a média do IDH costuma ser mais baixa do que nas outras regiões do país. Concordo, sim, com as suas colocações. Mas acho que no seu caso o ideal seria procurar regiões metropolitanas mais tranquilas, como no caso de Natal, Aracaju e talvez até Teresina (Teresina não tem praia, mas no litoral piauiense há opções como Ilha Grande, Luís Correia, Cajueiro da Praia e principalmente Parnaíba).
      Não conheço esses municípios que você citou, recomendo que continue pesquisando para saber se são adequados às suas necessidades.

      Quanto às praias de Pernambuco, no litoral norte do estado eu indico que você procure conhecer as praias de Goiana (Carne de Vaca, Pontas de Pedra e Catuama) e também as praias de Itamaracá. Já as praias do litoral sul do estado, acho que o Cabo de Santo Agostinho (Gaibu e Calhetas) e Ipojuca (Maracaípe e Porto de Galinhas) são as opções mais buscadas pelas pessoas que vêm de outros estados.

      Enfim, espero ter contribuído para ajudá-lo.

      Abraço e obrigado pela sua participação.

      Excluir
  23. ACONTECE QUE A IMAGEM DO NE É AQUELA DA PIOR SUB-REGIÃO DELE, ONDE ESTÃO OS PROBLEMAS..NINGUEM PENSA EM JARDIM ANGELA QUANDO SE FALA EM SP, SÓ EM AVENIDA PAULISTA..NINGUEM PENSA EM BAIXADA FLUMINENSE, POR QUE A TV QUER PASSAR A IMPRESSÃO QUE SÓ EXISTE COPACABANA E MESMO ESTA TEVE AQUELA GUERRA DO PAVÃO PAVÃOZINHO POR QUE ATE NOS BAIRROS PSEUDO-NOBRES DELES TEM FAVELA E MORRO DESCENDO O ASFALTO COM ARRASTÕES E CIA NO POS-CAFE E DEPOIS DIZEM QUE FOI A MIGRAÇÃO..KK..QUANDO AUTORES INGLESES DO XIX JA DIZIAM QUE AQUILO ERA UMA PORCARIA MAL HABITADA..NO DF NINGUEM FALA DE ENTORNO DE BRASILIA SÓ EM PLANO PILOTO E TAL..O NE SE VC FOR ALGUEM DE CLASSE A, B OU ATÉ MESMO C+ E SE VC SOUBER ESCOLHER UM BOM BAIRRO DE UMA CAPITAL DESTAS COM MENOS PROBLEMAS QUE RECIFE E SALVADOR É UM OTIMO LUGAR PRA SE MORAR

    MUITO MELHOR QUE SP, BRASILIA, BAIXADA FLUMERDENSE E OUTRAS PORCARIAS ALOGENAS ONDE SÓ TEM FAVELA E BALA PERDIDA

    ResponderExcluir
  24. acho as catarinenses mais bonitas, mas as vezes em praias do ne se ve moças de biquíni bem interessantes..uma vez vi uma foto de uma praia gaúcha e só tinha coroa obesa kk

    ResponderExcluir
  25. Olá Wellington, diga o que mudou desde 2012 essa publicação para hoje 2015 quanto as vantagens e desvantagens de moradia em Recife?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Karina, desculpe a demora em responder o seu comentário. Sobre as mudanças, elas foram muito pouco expressivas de lá para cá. O racionamento d'água está menos riogoroso e os engarrafamentos pioraram ainda mais, por exemplo. Há mais mudanças, mas estou sem tempo para me recordar de todas elas. Se eu tiver tempo, colocarei algumas atualizações no post.
      Obrigado por sua participação.

      Excluir
  26. Nossa! Difícil administrar um blog! O nordeste é mesmo imbatível em vantagens e as praias são o principal encanto. Sendo mulher me senti lisonjeada com seu comentário charmoso a respeito de quanto mais, melhor. Fico confusa com o ódio de facções contrárias a natureza humana. Mas, enfim, fazer o que? Diga-me, Jericoacoara é mesmo tão linda quanto dizem? ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente não é fácil administrar essa bagaça! O que é mais triste é que eu não posso falar bem das mulheres de um modo geral que sempre tem um infeliz (vulgo misógino) para tentar me desmentir e me atacar.
      Sobre Jericoacoara, eu nunca fui lá, mas os comentários de quem esteve por lá foram muito positivos. Para saber mais sobre essa cidade, basta fazer uma pesquisa no Google Imagens e no Google Maps.
      Abraço.

      Excluir
  27. Boa tarde Wellington!

    Estou pensando estudar no Recife na Universidade Federal de Pernambuco. O que você acha dessa zona? É que segundo sei Recife é muito grande e não sei em que parte fica o meu departamento (sou estudante de Engenharia). Também gostava de saber o custo médio de alugar um apartamento e das necessidades básicas do dia-a-dia. Por fim, como costuma ser a temperatura de Fevereiro a Junho? Estarei por lá nesses meses. E já agora, portugueses são bem-vindos? :)

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      O prédio de engenharia da UFPE, o CTG, fica no campus da Várzea/Cidade Universitária, na Zona Oeste do Recife. As temperaturas de fevereiro a junho variam, porque até março é bastante quente e a partir de maio começa o período das chuvas, mas sem grandes baixas na temperatura. Eu não sei como anda o custo médio de um apartamento alugado devido a crise que estamos passando no país, mas bairros como a Várzea costumam sair mais em conta pela proximidade da UFPE.

      E sim: portugueses são muito bem vindos! No meu primeiro período em Design na UFPE tive oito colegas portugueses na mesma classe.

      Abraço.

      Excluir
  28. Olá, boa noite!

    Li algumas respostas suas e com certeza pode me ajudar. Somos eu, minha esposa, 4 bichanos e 1 cachorrinha, desde 2008 saímos do sul do país para viver no centro oeste, MT, onde estamos até hoje, atuando no ramo do comércio e esta semana fechamos a venda deste comércio e estamos muito a fim de VIVER no Nordeste. Poderia nos indicar um lugar bacana, não para comércio grande e tal, algum lugar onde possamos ter qualidade de vida e longevidade sem ter que comer e respirar agrotóxico 365 dias de um ano.

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo, estou sem tempo para fazer uma pesquisa mais cuidadosa sobre o assunto. Neste link do G1 há dados de 2010 sobre a qualidade de vida de cada município brasileiro caso vc queira dar uma olhada. Sei que está desatualizado, mas é o que eu posso oferecer como ajuda no momento. Mas pelo seu perfil, acho que vc deveria evitar as regiões metropolitanas para ter distância da agitação e da poluição.

      Abraço.

      Excluir
  29. Como a sua matéria já tem uns anos gostaria de saber como está hoje com toda essa crise quero sair de São Paulo e penso em me mudar para o nordeste como está para arrumar emprego e aluguel em bom bairro?

    ResponderExcluir
  30. Como a sua matéria já tem uns anos gostaria de saber como está hoje com toda essa crise quero sair de São Paulo e penso em me mudar para o nordeste como está para arrumar emprego e aluguel em bom bairro?

    ResponderExcluir