domingo, 8 de novembro de 2015

Bolsonaro Presidente: eu apoio!


Opa! Erro de digitação no título? Não. O blog foi hackeado? Não. O administrador do blog virou reaça? Também não. E, sim, eu apoio a candidatura do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) para Presidência da República em 2018. Por quê? Continua lendo que eu te explico.

Uma fração considerável das pessoas que votaram contra o PT no primeiro turno digitou 45 nas urnas. Tirando aqueles que tinham convicção e consciência do seu voto, tivemos uma parte desses eleitores do PSDB que estavam inseguros com Marina Silva e outra parte com poucas esperanças em candidatos nanicos e sem expressão como o Pastor Everaldo e o caricaturado Levy Fidelix. Daí então que os eleitores ultraconservadores, ultranacionalistas e simpatizantes do nazifascismo não tiveram escolha a não ser votar no tucanato: péssima ideia para o PSDB e para o próprio país. Eu sei que os partidos pouco se importam de onde vem o voto que vai para eles, pois o que interessa é ter a maioria dos votos e ganhar a eleição. Mas eu não acho esse modo de pensar coerente. Não é coerente politicamente e nem é, no caso, coerente com a história do PSDB ter votos de neonazistas ou integralistas. Não representa o ideal tucano essas visões reacionárias e fascistoides desses grupos mais radicais. O resultado disso foi que o PSDB foi ao segundo turno com o PT novamente em 2014, perdendo pela quarta vez seguida as eleições presidenciais. Muitos votaram no PT com medo que o PSDB simpatizasse com esses militantes fanáticos pró fascismo que votaram na chapa tucana. E isso pode ter sido a grande ruína do partido social democrata. Se O PSB tivesse ido ao segundo turno ao invés do PSDB, muito provavelmente hoje Marina Silva seria a nossa presidente da república, pois o índice de rejeição dela era o menor entre os três maiores presidenciáveis. Mas a velha ganância pelo poder fez o PSDB ignorar isso e acabou dando no que deu. Os maiores cabos eleitorais do PT são justamente os fascistoides e os lacaios da direita caduca do astrólogo recalcado Olavo de Carvalho. São justamente essas pessoas que assustam os eleitores indecisos, dando a entender que a oposição ao PT (principalmente a tucana) é toda desse jeito. Daí que o PT vence pelo medo.

A solução, na minha opinião, seria que a de extrema direita lançasse uma candidatura própria para representar e dividir os reaças. E ninguém melhor que Jair Bolsonaro para essa missão. Obviamente, Bolsonaro jamais vai vencer eleição alguma para o poder executivo, por isso, ele só serve mesmo para separar o joio do trigo e evitar que o PT fique mais uns 30 anos no poder, sempre vencendo o freguês PSDB no segundo turno.

Se alguém tem medo da vitória do Bolsonaro ou medo do PT vencer de novo com ele, olha só esse artigo aqui.

0 comentários:

Postar um comentário