quinta-feira, 20 de setembro de 2012

E se Deus existir?


Uma pergunta muito recorrente a todos os descrentes é: E se você estiver errado? Eu confesso que não tenho como ter 100% de certeza de que o deus bíblico não existe, por isso, devo admitir as consequências caso eu esteja errado. Porém, eu não tenho medo algum de tal fato, porque tenho a consciência tranquila de que vivi a minha vida de forma moralmente correta e também acho que por pior que seja o inferno, ele não seria um lugar tão ruim assim. Explico melhor adiante.


"Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus. Mas qualquer que me negar diante dos homens, também eu o negarei diante de meu Pai, que está nos céus." (Bíblia, Mateus 10:32-33)


Segundo o próprio livro sagrado dos cristãos, todo aquele que não crê no deus bíblico irá para o inferno após a morte. Não importa o quão correto você tenha sido em vida, pois se não tiver acreditado no deus cristão, o seu destino após a morte será a tortura eterna.
Aliás, essa ideia sempre me pareceu uma espécie de controle coercitivo através do terrorismo psicológico. Isso nada mais representa que uma falácia de apelo ao medo para manter o poderio político e social das igrejas.



"Para que os santos possam desfrutar de sua beatitude e da graça de Deus mais abundantemente, lhes é permitido ver o sofrimento dos condenados no inferno” (Tomás de Aquino, 1225-1274, “Summa Theologica”)



Recepção aos descrentes
Mas pois bem, e se eu estiver errado?
Bom, se eu estiver errado, então é mais um inferno que eu vou ter que encarar após a morte. Além dos infernos judeu, islâmico e hindu, terei que encarar também o inferno cristão. Não sei como poderei estar em tantos infernos diferentes ao mesmo tempo, mas enfim, vou tentar me abstrair mesmo assim para dar uma resposta.
Se o deus cristão existir, então eu serei o mais sincero possível com Ele, alegando que nunca houve evidência alguma de Sua existência e que tudo que eu aprendi na vida me levou à conclusão de que a Sua presença era desnecessária em um universo que funciona sozinho.
Eu também diria que um livro modificado por Constantino, anacrônico e abarrotado de contradições não poderia ser usado como prova da existência de um deus. Aliás, mesmo que existisse, eu jamais adoraria um deus racista que considera os judeus como sendo o único povo escolhido e que, mesmo assim, ainda os abandonou durante o holocausto. Isso sem mencionar as incalculáveis barbáries, chacinas e genocídios que foram cometidos com o aval desse deus.
Eu tenho plena consciência de que procurei ser o mais correto, o mais solidário e o mais altruísta possível durante a minha vida, de modo que se esse deus bíblico realmente existir, Ele vai viver eternamente com um peso na consciência por ter mandado uma pessoa honesta e humanista para queimar no inferno.

E como será a minha vida no inferno?
Toma cuidado, Capiroto!
Um dia desses eu estive pensando como deve ser o inferno. Pessoas como Albert Einstein, Friedrich Nietzsche, Carl Sagan, Hipatia, Charles Darwin, Richard Dawkins, Alan Turing e Stephen Hawking certamente também estarão por lá. Somente isso já seria consolador para mim, já que seria uma honra estar ao lado dessas personalidades, mesmo que num lugar desagradável. Além disso, muitos dos meus amigos de outras religiões e irreligiosos também estariam no inferno. Certamente, todos nós iríamos nos unir para dar um golpe de estado no inferno e tomar o poder do Diabo. Assim, transformaríamos o inferno num lugar bem melhor e menos entediante que um monte de anjinhos tocando harpa e crentes rezando sem parar. E sem querer ser mala: nós iríamos patentear o combustível que mantém as chamas do inferno acesas para vendermos a preço de ouro para o paraíso! Rarará!

5 comentários:

  1. Se aparecesse ia ter que responder um bocado de perguntas sobre o seu amor incondicional e igual para todos...

    Beijos meus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, com certeza! rs
      Foram tantos crimes cometidos por esse deus ao longo da história, que só me resta parafrasear um colega lá do Youtube que disse:
      "Ninguém merece mais ir pro inferno do que quem o criou."

      Xeque-mate!

      Excluir
    2. Definição perfeita, ninguém mais merece tanto... rss

      Bjos

      Excluir
  2. Wellington Fernando,faltou dar crédito ao autor da frase:''ninguém merece mais ir pro inferno do que quem o criou''
    que sou eu Antonio delton!rsrsrsrs
    também criei outra muito boa que é ''o homem só terá valor quando o dinheiro valer menos que ele''abraço e belo blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rarará! Desculpa ae, amigo! rsrs O mérito é todo seu! Não citei o nome porque lá no Youtube normalmente usamos nicks, mas isso não tira o mérito da frase.

      Parabéns! Suas frases são um sucesso!

      Valeu!
      Abraço.

      Excluir