sábado, 22 de setembro de 2012

Por que não gosto de relacionamentos

Será que o amor é tão lindo assim?

Já fui questionado algumas vezes sobre o porquê de eu não querer mais saber de relacionamentos e vou tentar responder essa pergunta da forma mais direta e franca possível.
A razão principal pela qual eu não gosto de relacionamentos é que eu não me sinto feliz quando os vivencio. A solteirice é um estado de espírito que me traz muito mais conforto, liberdade, estabilidade e tranquilidade. E como eu não troco liberdade por segurança, então a minha decisão de não me relacionar acaba virando também uma questão ideológica. Não tenho nada contra quem gosta de namorar ou quem é feliz sendo casado e acho que esses relacionamentos são bastante saudáveis e importantes em determinados aspectos de nossas vidas, mas eu, Wellington Fernando, não tenho mais motivos racionais para encarar esse tipo de relação.
E antes que venham com teorias estapafúrdias, eu sou heterossexual, não tenho problemas para me relacionar e não sofro de nenhuma disfunção ou distúrbio sexual. Eu sou apenas um ser livre e que pensa duas vezes antes de agir.

Risco nº 1 do namoro: Virar escravo

Para deixar essa postagem mais completa, vou pontuar os principais motivos pelos quais eu tenho tanta aversão a relacionamentos afetivos. Eu coloquei os prós e contra numa balança e vou mostrar as nove razões que mais pesaram para que eu chegasse a essa decisão.

1º - Perda da liberdade
Creio que este seja o item que mais pesa para a maioria das pessoas que está em dúvida antes de iniciar um relacionamento. Além da perda da liberdade de sair para onde quiser com os amigos ou de sair sozinho sem dar maiores satisfações, tem também, muitas vezes, a implicância da parceira com relação a nossa forma de se vestir e até mesmo de se expressar. Para mim é um anátema ter as minhas atividades controladas passo a passo, seja no mundo real ou no mundo virtual. E pior que isso são aqueles 'programas de índio' que a mulherada arruma para os seus namorados, como ir juntinho ao show do Raça Negra justo na véspera da prova final da faculdade.

2º - Falta de tempo
Um homem que estuda, trabalha, escreve num blog, grava vídeos pro Youtube, joga videogame, assiste séries e gosta de sair de vez em quando para se divertir com os amigos praticamente não tem tempo algum para se dedicar a um relacionamento. Só o tempo que se gasta para ir ao encontro da namorada andando de carro ou de ônibus pode ser frustrante dependendo do tamanho do engarrafamento. Por conta da correria do nosso dia a dia, temos pouco tempo para investir em um relacionamento - a menos que estejamos dispostos a sacrificar alguma coisa importante ou que gostamos de fazer para nos dedicarmos ao romance.


Risco nº 2 do namoro: Virar corno

3º - Desgaste emocional
Para mim é masoquismo ter que aguentar as TPMs da companheira, os problemas da família dela, os problemas das amigas dela, os problemas do trabalho dela, ter que ser tolerante com ciúmes, aturar brigas, aguentar estresse, chantagens, vinganças, grosserias, mau humor, implicância... Isso tudo sem incluir, claro, a famigerada DR (discussão de relacionamento). Se dispor a sofrer com essas mazelas emocionais é algo tão incompreensível para mim quanto um quadrado de cinco lados.


Risco nº 3 do namoro: Ataques de ciúme


4º - Suicídio sexual
Quem leu o meu post Namoradas ou prostitutas, eis a questão, já deve saber as razões pelas quais eu acho uma porcaria o sexo não pago. O nível do sexo com amor é consideravelmente inferior (na maioria dos casos) ao que pode ser realizado no sexo pago. Só é convicto do contrário quem nunca pagou uma garota de programa decente. E além disso, o sexo nos relacionamentos tende a virar uma moeda de troca, onde a mulher cede para o marido somente depois de explorá-lo. Pior que tudo isso é o tal exclusivismo (fidelidade), que obriga o casal a passar o resto da vida fazendo aquele sexo borocoxô e a viver com peso na consciência caso pule a cerca. Não é porque a gente está com uma pessoa que o desejo por todas as outras desaparece.


Risco nº 4 do namoro: Greve de sexo


5º - Intimidade
Como já desenrolei no post Intimidade, tô fora!, poucas coisas são tão desagradáveis quanto inalar o mau hálito da companheira pela manhã, ser testemunha de flatulências, sentir odores desagradáveis e ver calcinhas molhadas penduradas na pia. Afinal, nada mais romântico do que escovar os dentes escutando o cocô do seu amor caindo na água da privada. :/

6º - Custo alto
Como mencionei no post Qual é o preço do amor, o namoro - ou pior ainda: o casamento - tem um custo econômico muito elevado. Gasta-se com presentes, com conta de celular, com cinema, passeios, lanches, bares, restaurantes, motéis e muitas outras coisinhas que passam despercebidas. O dinheiro que eu poderia estar investindo em mim, na minha carreira ou com a minha família terá que ser compartilhado com alguém que um dia poderá me dar como retribuição um lindo par de chifres.


Risco nº 5 do namoro: Sogra

7º - Bens materiais
É muito complicado namorar hoje em dia sem ter pelo menos um automóvel e um aparelho celular. Eu odeio aparelhos celulares e mesmo quando tinha um, só o usava mesmo para jogar videogame. Outro problema é o automóvel, porque sair com a namorada a pé ou de ônibus não é lá muito romântico (principalmente para ir ao motel). Eu não tenho carro, não gosto de carro e acho que um veículo pessoal traz despesas e dores de cabeça demais, assim como detalhei melhor no post Carro pra quê?

Risco nº 6 do namoro: Exames de paternidade

8º - Razões pessoais
Ao contrário do que as novelas e filmes defendem insistentemente, eu não preciso de outra pessoa na minha vida para me sentir feliz. A presença dos meus amigos, colegas, familiares e bichos de estimação já me bastam como companhia. Eu também sou um cidadão chato, mal humorado, teimoso e meio preguiçoso. Realmente é preciso muita falta de amor próprio para conseguir conviver comigo.
E como se tudo isso não fosse o suficiente, para minha desgraça, eu sou heterossexual. Se você está achando isso engraçado ou esquisito, por obséquio, leia o meu post Homos ou héteros, quem é mais feliz no sexo? e entenda por que os heterossexuais são geralmente menos felizes nos seus relacionamentos que os homossexuais.


9º - Final infeliz
Por mais que alguém tente argumentar o contrário, nenhuma história de amor tem final feliz! Todo relacionamento termina mal, pois ou um dia se separam, ou um dos dois morre. É aquela velha história: ou se divorcia, ou vira viúvo, ou morre antes do cônjuge - não há outras opções. Para que eu vou investir numa história que eu tenho certeza absoluta que vai terminar mal?

Risco nº 7 do namoro: Abandono.

Concluindo
Eu não quero me casar e muito menos formar uma família. Eu quero ser um solteirão e fazer jus ao meu hedonismo. Quanto à questão de não ter filhos, isso é um antigo ideal meu. Se um dia eu cismar de ter filhos, pode apostar que esses filhos serão ADOTADOS, assim como eu fui (sim, sou filho adotivo). Tem muitas crianças jogadas nas ruas e precisando de uma família, por isso acho absolutamente estúpido "fazer" mais crianças só para dizer que elas têm o meu sangue.

Como eu já disse em outros posts, eu sou uma metamorfose ambulante e posso mudar de ideia um dia. Mas vai ser necessária uma mudança muito profunda e radical no meu modo de pensar para que eu aceite tolerar todas essas desgraças citadas acima em troca de um pouquinho de segurança afetiva.


Para rir:
As 37 vantagens em namorar

34 comentários:

  1. Ahahahahahaha.. Eu não vou ter tempo de comentar tópico por tópico, mas não resisti num comentário breve..rss Na loucura ou na atitude modernésima você não está sozinho. A explicação vem de uma frase sua "Não me sinto confortável num relacionamento". É isso, pura e simplesmente! Nada contra o apaixonamento, uma delícia, nada contra gestos de carinho, momentos de prazer, busca de afinidades, alguma cumplicidade, desde que isso não vire compromisso, envolva expectativas de uma vida em comum, desde que não tenha que mudar meus planos pessoais, meus hábitos que mudam todos os dias, nem sempre pra melhor...rss..
    Celular com monitoramente em tempo integral? NÃO!!! Exceção não é aberta nem à família..rss
    Tenho três, todos com crédito, pra não dizer que sou miserável, e todos descarregados... Há dias!!!
    Carro? Delícia andar de coletivo, de taxi, metrô, a pé, atenta a paisagem, as pessoas, sem a neura de concentração no trânsito, com a minha atenção livre e a fantasia solta..rsss..NÃO DIRIJO, nunca quis aprender!
    Te entendo, amigo, plenamente! Mas ouso te comunicar..rss : Você é um esquisito! ahahahahah
    Relacionamentos até que tentei, fui casada duas vezes, com homens maravilhosos, apaixonada, mas não tenho talento pra coisa!

    Beijos meus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aleluia! Finalmente alguém nesse mundo conseguiu me compreender! rss
      É isso mesmo, llManuh, temos que ser felizes fazendo aquilo que nos torna felizes. Comprar um pacotinho ideológico pronto e tentar se encaixar a ele é horrível, porque a felicidade não pode ser padronizada. Relacionamentos comigo só funcionam melhor quando não há compromissos formais.
      Sim, com certeza sou um cara bem esquisito, mas um esquisito feliz! Entre a normalidade e a felicidade, eu fico com a segunda opção! rs

      Ah, e nem se preocupe com a extensão dos seus comentários, pois eles costumam alegrar o meu dia! rs

      Abração.

      Excluir
    2. Eu tbm sou assim Manu!!!!Vc me descreveu!!!!E sou mulher hein!!!Ainda por cima tem um homem que mal me conhece e ja quer casar,ter filhos...ninguem merece...nada como minha liberdade....

      Excluir
  2. Breve? ahahahahahahahahah Desculpaee!

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Hilário...!!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Seu texto é mega bem humorado! Soltei boas gargalhadas!
    Mas posso ser bem franca?
    Um dia que cair de paraquedas em sua vida uma linda mulher, aos seus olhos e coração, e você se apaixonar loucamente...
    Será que ainda assim irá continuar a não gostar de relacionamentos? Ah! Nem pense que estou rogando uma praga, viu?
    Parabéns pelo texto!
    E um abração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Luciene!
      Eu tentei ser o mais sério possível neste post, só que a coisa é tão tragicômica que acabou ficando engraçado mesmo. rs
      Sobre cair alguém de paraquedas na minha vida, como eu disse no fim do post, eu sou uma metamorfose ambulante e posso mudar de ideia a qualquer momento, desde que ocorra uma mudança muito profunda e radical no meu modo de enxergar a vida.
      Obrigado pelo elogio!
      Abração.

      Excluir
  5. Cara... você não está sozinho. Penso da mesma maneira! E tem gente que só falta me exorcisar quando deixo escapar em alguma prosa aleatória alguns desses ítens citados por você no texto. Mas paciência, né...

    ResponderExcluir
  6. Estou demasiadamente consternado com vossas colocações, elas são assombrosamente idênticas aos meus próprios pensamentos sobre o assunto. Nossa! Mas como é bom, encontrar alguém que nos entende.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, não estamos sós, amigo! Na verdade, há outras razões que esqueci de publicar neste post, como a minha "caseirice" e minha aversão a coisas aparentemente inofensivas, como andar de mãos dadas, por exemplo...

      Obrigado pelo prestígio!

      Excluir
  7. eu prometo que ainda vou fazer um estudo mais aprofundado da monogamia para concretizar de uma vez por todas a hipótese de que ela isola as pessoas. quando você se envolve em um relacionamento monogâmico, você transforma-se em mera propriedade de seu/sua parceiro (a), não tendo mais o direito de interagir com outras pessoas, seja sexualmente ou seja apenas por simples amizade. você deixa sua condição de humano socializável e passe a ser um escravo aprisionado sob correntes rigorosas e ilusórias travestidas de amor.
    o que um namoro pode me proporcionar em termos de companhia e ajuda mútua que uma amizade não pode? por que o namoro seria superior á amizade?

    e uma última pergunta: gostaria de saber como andar de mão dadas poderia ser prejudicial, pois ainda não me vinculei com essa ideia.

    beijo a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se eu fosse traduzir a monogamia numa expressão, ela seria "Game Over" rsrs
      Brincadeiras à parte, talvez o melhor modelo de relacionamento seja aquele onde exista mais liberdade possível para os envolvidos. O atual modelo de monogamia só gera pessoas relaxadas, ciumentas e iludidas com o "felizes para sempre".
      Sobre andar de mãos dadas, é uma questão pessoal minha, porque ao fazer isso reforça-se a ideia de propriedade pública sobre o outro. Ninguém anda de mãos dadas dentro de casa, logo, isso só serve mesmo para mostrar pro resto do mundo um vínculo monogâmico entre o casal.

      Grato pela participação.
      Namastê.

      Excluir
  8. Meu Deus! Sou mulher, heterossexual, e penso completamente igual a você!
    Ficava me perguntando se era a única e se havia algo de errado comigo, mas vejo que há mais pessoas que compartilham a mesma opinião e, de certa forma, me deu um pouco de alívio.
    Parabéns pelo texto e viva nós, pessoas que não precisam de alianças para serem felizes! Hahha

    ResponderExcluir
  9. Sou mulher, tenho 23 anos e nunca namorei serio, (meu recorde foi de duas semanas e pra mim foi muito!) sempre me enjoava dos caras a ponto de não conseguir estabilizar nem uma amizade. Não sinto a menor vontade de embarcar nessa, gosto muuuito da minha liberdade e não troco ela por nada, nem ninguém. As vezes sinto uma carência, mas é super passageiro. Como você disse, o tempo também é bem corrido, sou advogada e estou sempre trabalhando, lendo ou viajando com amigas. AMO não ter que dar satisfação. Pretendo não mudar, vejo minhas amigas sofrendo na mão dos namorados, criando discórdia..fico louca só de me imaginar nessa situação! ps. Sou super hetero, tenho vida sexual ativa e me sinto muito satisfeita assim.

    ResponderExcluir
  10. Eis aí um exemplo de mulher bem resolvida e feliz! As pessoas que conseguem ser felizes sozinhas é que conhecem o verdadeiro significado da palavra felicidade.
    Namastê!

    ResponderExcluir
  11. Pois e meu caro Welinton Fernando vc vai ficar mais feliz agora por saber que eu sou mais esquisito que vc kkkk...pois é sou um cara que nunca se sentiu feliz tendo relacionamentos não sinto necessidade de se relacionar com mulheres nem de romance nem nada nenhum tipo cara,faz 6 anos que não namoro ninguém,desisti de encontrar felicidade nisso.... E pior como vc disso eu sou hetero com força cara kkk.isso e que me mata ...mas salientando que sinto atração física por mulheres só...posso ate mudar um dia ms vai demorar pra caramba eu axo...mas cara gostei das tuas teorias dei muitas risadas mano valeu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Eu acho que o problema da maioria das pessoas é que elas condicionam a própria felicidade ao fato de estarem ligadas a alguém. Acontece que nem todo mundo é igual. Eu me sinto muito mais feliz sozinho com minhas ideias, ouvindo música, jogando games e trabalhando em algo que me traga significado. Relacionamentos apenas abalam o meu equilíbrio interior. A solidão é um bálsamo para mim. O problema é a bendita atração física e a libido. Mas essas coisas se resolvem facilmente com garotas de programa.

      Pelo jeito, acho que vc também vai gostar desse post aqui.
      Abraço.

      Excluir
  12. Pois é amigo gostei do q vc falou q e verdade que relacionamentos apenas abalam nosso equilíbrio interior e é muito ruim se sentir assim ,nos traz sensação de insegurança ,confusão,estresse desnecessário ,as coisas parece que não fazem sentido,então por que entrar nisso o que ganhamos em troca ,nada ....se colocarmos todas as coisas numa balança a melhor opção e ser solteiro...deixe isso para os normais ,e danem-se os normais por que eu sou estranho,mas feliz do meu jeito....valeu...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos juntos! É bem isso!

      Excluir
  13. Nossa adorei! É bem isso mesmo, essa sociedade hoje em dia acha que felicidade é viver a dois. Eu sinceramente não consigo. Sou mulher e prezo minha liberdade, não quero casar nem ter filhos, quando falo isso todos me julgam e eu estou pouco ligando para a opinião desse povo! Amar outra pessoa é muito complicado, eu me amo muito. Mas consegui amar outra pessoa? Superar seus defeitos? Não consigo não. E outra coisa por mais que falem que não todo relacionamento cai na rotina... E eu tenho pavooor de rotina. Eu quero viver minhas experiências, aproveitar de tudo, viajar, não dar satisfação pra ninguém. Se bater a carência nada como uma noite e tchau. Isso não vai fazer de mim menos ou mais puta. Tenho uma tia que ficou casada por uns 30 e poucos anos e agora depois de velha, veio o chifre dela. Agora depois de velha ela está querendo curtir, nada contra, mas fica mais complicado, pensa tu perder todas as oportunidades que a vida de solteiro te proporcionava para se privar por quase toda sua vida e no final voltar a ser solteira só que com chifres? To fora. Não quero chifres por enquanto não. Eu quero curtir minha vida. Estudar, ter meu futuro garantido e viver minha liberdade. Conviver com o outro é tarefa difícil. E eu quero é viver semente para mim, a mim e a mim mesma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! A sociedade cria padrões de vida que não são bons para todo mundo. Temos que ter maturidade e autoconhecimento para sairmos desses padrões e buscar a nossa verdadeira felicidade. Quem busca felicidade nos outros não pode ser feliz consigo mesmo. E quem é feliz consigo mesmo não precisa buscar a felicidade nos outros. Às vezes penso, sinceramente, que o inferno são os outros.

      Excluir
  14. Cara vc tem uma explicação lógica por q pessoas como nos odeiam relacionamentos,tipo por q nossa natureza rejeita isso?responde ai por favor....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Honestamente, eu acho que isso é porque as pessoas são diferentes umas das outras mesmo. Todos nós temos gostos diferentes, e com relaçao a relacionamentos é a mesma coisa. Tem pessoas que possuem traumas, outras que odeiam ter que dividir a intimidade, outras que odeiam compromisso... Eu não consigo me encaixar em certos padrões que a sociedade impõe, e esse é um deles. Há caminhos diferentes para sermos felizes.

      Excluir
  15. A parte da "prostituta decente" é triste hein?! Homem que compra mulher não é homem!!!
    Fora isso concordo em parte.. sou mulher e tb não quero namorar nem casar, só em pensar nisso me sinto sufocada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o cara que não quer namorar e nem casar vai transar com quem? Com bonecas infláveis? Pelamordedeus, criatura! Na verdade, o homem não está "comprando mulher". Prostituição é a compra de um serviço sexual. Fora aquela história de "conquistar" uma mulher que é uma tolice romântica-machista que é tão nociva quanto os relacionamentos em si.

      Excluir
  16. Eu tb tenho aversão a relacionamentos, mas por motivos diferentes dos seus. Não suporto machistas. Com bafo de bode quando acorda então? Deus me livre! Não quero nem saber de macho me rebaixando e me chamando de puta. Vou morrer solteira! :)

    ResponderExcluir
  17. EU também penso igual a tu, vou abandonar meu amigos, minha diversão, pra viver só pra uma pessoa. Eu fico pensado que futuramente não vai existir namoro. E beijo e sexo só vai um modo de diversão.

    ResponderExcluir
  18. Existe um texto famoso na internet com filosofia parecida. Chama-se "Solteiro e Feliz aos 35".

    ResponderExcluir
  19. Gostei do post me identifiquei bastante...mas eu acho que não sei o que sou...sou homem gosto de mulheres até porque bato ponheta com vídeos delas...e acho elas bonitas e sinto a tração...mas desde de quando eu me conheço como pessoa na terra...nunca tive uma garota ou namorada...não sei se sou feio?ou se eu sou timido? Eu já perdir pra ficar com garotas mas eu perdir e não recebir nenhum sim...então resolvir estudar e é o que tou fazendo agora...mas ultimamente eu tou na bad...na verdade toda noite...eu tou na bad...e não entendo o porquê não é por mulher...é por algo um prazer de viver...deve ser depressão...não sei...mas quero viver feliz sozinho comer assistir jogar e fazer tudo que gosto de fazer...é bom saber que ser solteiro não é ser gay rsrsrs

    ResponderExcluir
  20. Você não gosta de relacionamentos amorosos porque até agora não apareceu para ti um homem rico é lindo.... Um verdadeiro Deus grego. Se aparecer você vai mudar rapidamente de ideia. Hahahahah

    ResponderExcluir
  21. Eu sou um pouco masoquista e gostaria de ser escravizado por uma mulher sim eu sou escravoceta mas tanto faz não me importo de ser propriedade de alguem e até gostaria de ser propriedade de alguma mulher então não concordo com sua opnião por esses motivos. PS:tenho 16 anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então aposta fundo no mundo BDSM das dommes e dominatrixs que você vai adorar.

      Excluir
  22. Me identifiquei muito. Passei a ser assim depois de muito quebrar a cara. Sou bissexual, o que piora um pouco por saber que não dou certo com nenhum dos sexos, o que de sobra me trouxe uma certa aversão a pessoas. Me dedico aos meus pais e familiares. Às vezes me pego pensando como seria legal er filhos, mas não sei como ocorreria. Acho que sofreria se tivesse filhos como eu, tão fora da curva... E acho muito difícil um solteiro ter permissão pra adotar. Sei lá. Só sei que não botar uma pessoa fingida do meu lado pra conseguir.

    ResponderExcluir