domingo, 9 de outubro de 2016

Bolsonaro: o patriota de araque


Muita gente alegou que votaria no deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) para presidente da república em 2018 por ele ser um "patriota". Pois bem, eu quero saber que "patriota" é esse que votou na Câmara pela entrega do nosso Pré-sal às multinacionais estrangeiras. Entregar de mão beijada uma parte das nossas riquezas naturais para os estrangeiros definitivamente NÃO é uma atitude nacionalista. E ao contrário do que alguns ignorantes pensam, preservar o nosso patrimônio público não é coisa de "comunista". Se assim fosse, Getúlio Vargas, os militares durante a ditadura e o Dr. Enéas teriam que ser chamados de "comunistas" também: coisa que estavam longe de ser.
Se você duvida que o "mito" traiu a pátria, dê uma olhada em como os deputados votaram e procure pelo nome do Bolsonaro.
Os EUA não espionaram o Brasil por diversão, camarada. Havia interesses econômicos estratégicos por trás de toda aquela espionagem ianque divulgada pela Wikileaks. E facilitar a tomada do nosso petróleo era uma das metas dessa espionagem.
Se quiser votar no "mito", é um direito seu. Porém, se o fizer, não seja estúpido a ponto de dizer que foi por amor à pátria.

Para terminar, um videozinho gravado em 1995 pelo Dr. Enéas explicando que esse plano neoliberal tem como objetivo único transferir as riquezas nacionais para uma minoria privilegiada do sistema financeiro internacional. Assistam, por favor.


5 comentários:

  1. Mas foi um ato de amor a pátria sim, o pré sal só dava prejuízo mesmo, prejudicando o Brasil, com isso ele decidiu jogar o pepino pros EUA, foi só isso que aconteceu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Pré-sal do Brasil vale nada menos que 8 trilhões e 800 bilhões de dólares: o que dá mais de 28 trilhões de reais. Por essa quantia, EUA e Inglaterra fariam qualquer coisa, inclusive fizeram muitas guerras por muito menos que isso.
      Para efeitos de comparação, só lembrando este valor é muito superior às 2 milhões de libras esterlinas que custou o reconhecimento da independência do Brasil por Portugal e pela Inglaterra.
      Que belo prejuízo, hein?

      Excluir
  2. cara que blog do karaleo. Muito bom, parabéns, foi pros favoritos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, valeu pelo prestígio, camarada!
      Abraço e volte sempre.

      Excluir
  3. E depois "beijam a mão" do Enéias Carneiro.
    Depois culpam o PT (ou PuTê, na linguagem coxinha) pelo atraso do BraziUS

    ResponderExcluir