quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A morte do capitalismo financeiro e a volta da URSS


Devido a (mais uma) crise no capitalismo que está ajudando a concentrar a riqueza na mão de um punhado de homens ultra ricos, algumas pessoas estão caindo na real de que o sistema capitalista está com os dias contados. Além das guerras, da destruição do meio ambiente, da exploração dos seres humanos, da desigualdade, do imperialismo, dos oligopólios, dos monopólios e da corrupção, o capitalismo está gerando crises cada vez mais frequentes. E o reflexo disso está no nosso dia a dia: desemprego, violência, fascismo e injustiça social. Nós precisamos de um sistema melhor. Ou o capitalismo passa por (mais) uma reformulação profunda, ou mudamos de sistema. Na Rússia, por exemplo, mais de 60% da população quer a volta da URSS.

Rarará!

Eles estão voltando!

Segundo uma pesquisa realizada pelo centro de sociologia Levada, 55% dos russos lamentam a desintegração soviética. O caso é que a maioria dos habitantes da Federação Russa ainda não se encantaram pelas liberdades trazidas pela Glasnost e pela a Perestroika. Parece que as conquistas sociais que a União Soviética garantia – empregos fixos, educação e saúde gratuitas, moradia acessível e previdência – pesaram mais. Parece que o capitalismo não deu muito certo por lá, assim como também não deu certo no resto do mundo. O capitalismo só deu certo mesmo para os homens mais ricos do planeta.

Estão com saudades de vocês, camaradas!

A moral da história é que quase ninguém está feliz com o atual sistema. Diante da notícia de que oito indivíduos detêm o equivalente à riqueza de metade da população do mundo, o homem de esquerda se revolta, quer mudar esse estado de coisas. Enquanto que o homem de direita só lamenta não ser um dos oito. Seja como for, somente oito homens estão realmente felizes entre 7 bilhões de pessoas com o atual sistema. Se até o socialista Bernie Sanders sacudiu o coração do capitalismo com o seu discurso de esquerda, o que dizer de quem já experimentou algo diferente e acha o capitalismo pior, como é o caso da Rússia...
E não adianta querer sonhar com a continuação deste pesadelo, porque o capitalismo precisa fechar o seu ciclo de existência. Tudo que temíamos no comunismo está se realizando graças ao capitalismo. O mundo precisa de um novo sistema mais igualitário e humano, seja ele o socialismo, o anarquismo, o cooperativismo ou algo mais palpável como propõe o Projeto Vênus.


E já que estamos falando da volta da URSS, vou deixar uma remix do hino soviético para prepararmos a festa da volta dos camaradas com muita vodka e bandeiras vermelhas reluzentes com a sigla CCCP.

Um comentário:

  1. tb lamento pelo fim da união soviética, mas não pela derrubada do muro de berlim e a reunificação da alemanha, aquilo foi ótimo (o dia em q o bloco comunista pagou o maior mico do século kkkkkkkkk)

    A rússia continua a mesma porcaria autoritária, câncervadora, arrogante e preconceituosa de sempre, mas ao menos fazia oposição aos gestapos unidos, hj é só caco, uma pena

    Sdds da guerra fria, adorava a briguinha de 4ª série entre os gestapos unidos e a união caquética, kkkk era impagável, e aliás, tb adorava o hino da urss

    ResponderExcluir