terça-feira, 6 de setembro de 2016

Temer: O espertalhão


Não sou de copiar postagens, mas achei a comparação do Luis Felipe Miguel tão genial que me senti impulsionado a compartilhá-la, assim como também fez o excelente blog Esquerda Caviar. Segue o post na íntegra que trata de forma sarcástica a recente decisão de "descriminalizar" as pedaladas fiscais:

Amaral Netto foi um repórter de televisão que fez carreira parlamentar pela extrema-direita, durante a ditadura. Era conhecido como "Amoral Nato", o que já indica a estatura de seu caráter. Sua grande bandeira era o retorno da pena de morte ao código penal brasileiro.
Alguém, não me lembro quem, disse que apoiaria o projeto, desde que com a seguinte redação:
Art. 1º - Fica instituída a pena de morte no Brasil.
Art. 2 - Condene-se à morte o deputado Amaral Netto.
Art. 3 - Fica extinta a pena de morte no Brasil.

A direita ouviu a piada e nela encontrou uma inspiração. O resumo do que aconteceu no Brasil nos últimos meses é o seguinte:
Art. 1º - "Pedaladas fiscais" passam a ser consideradas crime.
Art. 2 - Destitua-se a presidente Dilma Rousseff.
Art. 3 - "Pedaladas fiscais" deixam de ser consideradas crime. 


Sim, o Brasil é uma zona

3 comentários:

  1. Isso é muito, muito triste. =\ A situação em que o Brasil está faz chorar aqueles que conseguem de fato ver o que está rolando...


    Mas o blog é ótimo. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o Brasil está numa situação muito delicada, tanto politicamente quanto economicamente.
      Obrigado pela visita, abraço.

      Excluir
  2. Depois dizem que não é golpe...

    ResponderExcluir