domingo, 18 de dezembro de 2016

Quem gosta de calor é o Diabo


Uma das grandes questões do universo para mim é descobrir como as pessoas conseguem sobreviver em cidades cujas temperaturas ultrapassam dos 38ºC. Para se ter uma ideia, quando bate 29ºC onde eu moro, eu fico pior que uma tampa de chaleira, pingando de suor, mal humorado, com dor de cabeça e implorando para ter uma morte rápida. Acho que se eu fosse morar num lugar onde as temperaturas passam dos 35ºC, provavelmente teria uma morte precoce por desidratação ou por evaporação. Mas enfim...

O lugar ideal para mim é o lugar que é frio. Eu gosto do frio, gosto de agasalhos, gosto de neve, gosto da tundra, gosto da cultura dos países frios... O calor, por sua vez, é uma desgraça. No calor é assim: suando toda hora, gastando horrores com ventiladores e ares-condicionados, gastando absurdos com água para cada um dos 7.492 banhos que somos obrigados a tomar todo dia, aturando pernilongos, Zika, dengue e outras doenças tropicais... Lugares quentes são bons para economizar com saunas, para passar as férias, para ir à praia nos feriados ou para andar de banana boat. Fora isso, o calor é uma lástima absoluta. Aliás, não é à toa que o inferno é quente. Morar num lugar quente para mim é uma verdadeira tortura: é como fazer estágio para o inferno.

Eu sempre vejo os românticos (vulgo masoquistas) alegando por aí que o calor é melhor, porque (segundo eles) as pessoas usam menos roupa, porque o calor reduz a pressão arterial, porque o calor ajuda a perder mais calorias e outras bobagens. Eu discordo de tudo isso porque acho horroroso ver gente feia quase pelada, controlo bem a minha pressão e fico desmotivado a fazer atividades físicas no calor supremo. O frio cria naturalmente em mim a necessidade de movimento para me aquecer. Fora que durante o frio usamos roupas muito mais estilosas, ficamos muito mais juntos uns dos outros e até namorar fica mais gostoso e mais romântico.

A moral da história é que eu provavelmente eu sou um urso polar no corpo de um humano. Ou será que eu sou um urso polar que se acha humano, um humano trans? Talvez seja uma crise existencial passageira, enfim. Só sei que eu ODEIO o calor e AMO o frio.

2 comentários:

  1. Tirou as palavras da minha boca. Eu moro na Bahia e fico pensando no dia em que irei mudar pra um lugar frio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né? Cê vai ver como sua vida vai melhorar em 150% num friozinho aconchegante.

      Excluir