quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

O preconceituoso por opção tem que ser zoado mesmo


A hipocrisia do mundo que vivemos é tão gigantesca que parece até roteiro de filme de comédia. Muitos reacionários de primeira grandeza que sempre condenaram os direitos humanos e os direitos dos LGBT passaram a se importar, da noite para o dia, com esses direitos. Foi só Fidel Castro morrer que os reacinhas das redes sociais começaram a dizer que Cuba é um inferno porque gay não pode casar, porque traficantes inocentes eram fuzilados, porque a maconha não é liberada por lá e outros blá-blá-blás. Ora, quer dizer que o "bandido bom é bandido morto" só vale para o Brasil e em Cuba não pode? Que casamento gay tem que ser proibido no Brasil, mas em Cuba não? Que a maconha só pode ser liberada em Cuba? E que preocupação é essa com a "pobreza" de Cuba se não dão a mínima para a pobreza no Brasil? É sério isso?


E a hipocrisia não para por aí. Tem muita gente preconceituosa que curte bandas, artistas, séries e filmes que repudiam inteiramente toda e qualquer forma de preconceito. Tem muito homofóbico, machista e racista, por exemplo, que curte o Nirvana e nem imaginam qual era a opinião do Kurt Cobain sobre isso tudo. Tem muita gente que é fã dos X-Men, mas trata gay como aberração. Tem muita gente que usava Matrix como referência, mas é transfóbica contra as irmãs Wachowski. Enfim...


Uma coisa é você ser reacionário devido ao contexto histórico e social em que você foi inserido que te tornou heteronormativo e sexista pela influência do meio. Outra coisa é você ser um jovem no século XXI e se opor aos direitos civis de minorias quando o mundo vive um momento de mudança de zeitgeist, onde o progressismo e o respeito às diferenças fazem parte da nossa necessidade de evoluir como espécie.
Se você quer difundir preconceito e ódio em pleno século XXI, saiba que você é um fóssil vivo: um ser jurássico e antiquado que está à beira da extinção. O preconceito não pode mais ser tolerado na nossa época. Quem difunde preconceito tem que ser zoado e criticado, sim, para entender que não há mais espaço no século atual e além para dividirmos a sociedade com nossa falta de humanidade para com nossos iguais.

4 comentários:

  1. Prefiro ser preconceituoso do que aceitar tudo como "Normal" e não ter senso-crítico. E qual o problema de ser conservador? Sobre o que tu postou sobre o Orwell é a mais pura verdade. Olavetes criticam o comunismo usando o livro "1984" como referência quando na verdade, o Orwell está criticando o capitalismo no seu livro. Certa feita falei isso para uma garota fã do Olavão, de que o Orwell era socialista e ela ficou decepcionada. Ela nem sabia disso. Acreditou nas asneiras que seu "mestre" falou kkkkkkkkkkk.

    ResponderExcluir
  2. Como se só existissem negros "bonzinhos" e "coitadinhos". É, o PT causou um mal enorme no Brasil, e não foi só a corrupção. O PT criou a FALSA idéia de que "pobre é bonzinho e coitadinho" enquanto rico é "malvado, egoísta e cruel". Tá cheio de negro que faz mal para os outros. Sou preconceituoso sim e aí seu viadinho? Algum problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rapaz, seus comentários são um pior que o outro. Típicos de trolls sem noção que nem trollar direito sabem. Sua interpretação da realidade é uma tragédia de tão distorcida.

      Volta pro teu Minecraft, volta.

      Excluir
    2. Pra ficar bem claro o tamanho da sua babaquice com esse comentário idiota, lembre-se que ninguém escolhe orientação sexual, identidade de gênero, aparência, deficiência, cor, raça ou etnia. Mas ser babaca com as pessoas por coisas que elas não escolheram ser é um ato de livre e espontânea vontade.

      Desculpe, você tem que ser zoado, seu babaca.

      Excluir