sábado, 30 de julho de 2016

Estamos sob o risco de um segundo holocausto


Quem conheceu a história da Alemanha nazista sabe muito bem como começou e como terminou a perseguição aos judeus. O crescimento da intolerância e do antissemitismo justificaram um dos maiores genocídios da história. Hoje, em pleno século 21, estamos assistindo a uma repetição de tudo aquilo, só que dessa vez, as vítimas são os muçulmanos. A extrema-direita tem crescido de forma preocupante no mundo inteiro principalmente pelo medo do choque cultural com imigrantes muçulmanos e pelo crescente terrorismo ligado a grupos islâmicos radicais. Se houver um segundo holocausto, este possivelmente será o muçulmano. Isso porque estamos vendo de forma cada vez mais descarada a islamofobia, o fascismo, a intolerância e acusação até por parte de políticos famosos que os muçulmanos são a "escória". Foi assim com os judeus e agora está sendo com os islâmicos.
É preciso dar fim a todo e qualquer preconceito contra os muçulmanos antes que isso se transforme numa bola de neve irreversível. Preconceito e intolerância não podem ser socialmente aceitos: têm que ser cortados pela raiz. Precisamos difundir ao invés disso o respeito, a diplomacia e a tolerância. Não gostar de religiões ou do islamismo não é justificativa para odiar pessoas. Não podemos permitir que exista qualquer possibilidade de haver um segundo holocausto ou uma segunda era de Cruzadas.


4 comentários:

  1. É serio que vc compara os muçulmanos aos judeus da Alemanha/europa?
    Comparação desonesto e mentirosa.
    Me fale sobre os judeus bomba que aterrorizavam a Alemanha, conte como os judeus nao se mesclavam a sociedade e nao aceitavam leis e valores delas, como caçavam e matavam cristãos, como eles jogavam homossexuais de cima de prédios, mostre como a mulher judia era maltratada nao tinha direitos e era considerada propriedade do homem nao podendo estudar e exercer profissões, tendo que usar burca, podendo ser agredida, que alem de poder casar com varias, o homem podia casar com meninas de 12 anos, me explique como e porque os judeus amavam e queria a todo custo implementar a sharia, lei religiosa e politica inseparável e principalmente como usavam crianças, escolas e hospitais como escudos...
    Nao existe intolerância aos muçulmanos, existe resistência a uma ideologia retrograda, e que em sua essência é violenta e não aceita a diferença de pensamento religioso e politico.

    Se tiver coragem e aceitar dialogo e opiniões diferentes, publique meu comentário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O seu comentário islamofóbico é a prova irrefutável de que a extrema-direita de hoje é tão imbecil e intolerante quanto a do século passado.
      E reitero: a atual extrema-direita xenófoba da Europa tem pelos muçulmanos a mesma simpatia que os nazistas tinham pelos judeus.

      Excluir
    2. deus vult Wellington

      Excluir
    3. por que um liberal como vc apoia o isla ?

      Excluir