segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Mulheres pedófilas e estupradoras existem?

Xuxa interpretando uma pedófila?

Quando um homem adulto tem relações sexuais com uma garota adolescente, a grande dúvida da sociedade é se o caso em questão foi de estupro ou de pedofilia – ou os dois. Mas e quando é o contrário? Quando uma mulher adulta tem relações sexuais com adolescentes e até com crianças?



Neste último caso, os (falsos) moralistas e machistas dizem que o garoto foi um "sortudo" por ter perdido a virgindade tão cedo ou então por ter conseguido "comer" uma mulher sendo ele tão jovem. Já as radicais da ala feminista dizem que foi estupro: que o garoto estuprou a mulher, afinal, para elas, todo sexo heterossexual é estupro contra a mulher. E, por fim, existe o grupo do politicamente correto que afirma que foi pedofilia da mulher contra o garoto. E aí, quem tem razão?

Se ficar em dúvida, leia as notícias abaixo e tire as suas próprias conclusões, só lembrando que cada caso é um caso diferente:

1-G1 - Menino de 11 anos engravida mulher de 36 na Nova Zelândia

2-Yahoo - Professora condenada por transar com aluno de 15 anos diz que a culpa foi dele

3-Jurato - Professora é presa por fazer sexo com garoto de 14 anos

4-R7 - Professora leva alunos para viagem na Disney e faz sexo com eles

5-Bocão News - Professora de 30 anos faz sexo oral em jovem de 13 anos



E não são só meninos: meninas também sofrem abuso sexual por mulheres adultas. Duvida? Leia a notícia abaixo:

Esmeralda Notícias - Mulher é acusada de estuprar garota de 14 anos

No vídeo abaixo, a psicóloga Michele Elliott conta que existem mulheres pedófilas que abusam de crianças e que esses casos não costumam ser divulgados por falta de denúncias e também pelo mito de que não existem mulheres estupradoras. O estupro quase sempre é praticado por alguém mais forte contra alguém mais fraco, por isso que crianças são as vítimas mais comuns.

video


E se você acha que não existe mulher estupradora porque "mulher não tem pinto", então bugue o seu cérebro com o print de um relato dado na internet:



Isso sem falar nas mulheres que estupram homens, como ocorreu em Zimbábue, onde havia uma gangue de mulheres estupradoras. A notícia saiu até no Estadão.
Então responda por você: será que todas as pessoas do mundo que praticam pedofilia ou estupro são sempre e exclusivamente homens?


O que eu quero com este post é fazer com que as pessoas reflitam sobre esse tema. Porque uma criança que transa com um adulto, seja ele homem ou mulher, corre riscos de contrair doenças sexualmente transmissíveis e traumas físicos e psicológicos. Não se pode ignorar casos onde mulheres abusam só porque a sociedade reprime a sexualidade feminina. Mulheres não são assexuadas e nem santas.
Outro ponto a ser refletido aqui é que há casos que as pessoas confundem com pedofilia, como foi no caso da mulher, citada numa das notícias lá em cima, que transou com um adolescente de 15 anos com o consentimento dele. No Brasil, a idade mínima por lei para o consentimento para o sexo é 14 anos: o que, claro, não quer dizer que todo adolescente de 14 anos tenha condições físicas ou psicológicas para isso, mas que essa idade também não é empecilho para que eles possam transar, ainda mais num mundo onde as pessoas perdem a virgindade cada vez mais cedo. Cada caso é um caso. Abra a sua mente antes de abrir a sua boca.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Wellington, eu sou a favor de que todos tenham o direito e a liberdade de se relacionarem com quem quiser, com quantos quiser. Eu também sou contra a discriminação etária e os padrões arbitrários de idade de consentimento. E Xuxa era "menor de idade" quando fez o filme, o que buga a cabeça de muitos dos moralistas hipócritas.

    ResponderExcluir