domingo, 12 de março de 2017

Ser criança em 1997



Todo mundo já teve um diazinho na vida para relembrar da infância. Como eu sou um sujeito muito nostálgico, relembrar dos bons tempos do passado para mim é um exercício quase cotidiano. Nessa onda, já escrevi quatro posts tratando de anos específicos da minha infância, como 1986, 1990, 1994 e 1996. Daí que resolvi incluir mais um ano nessa lista, o ano de 1997.

Apesar de já ter meus 13-14 anos em 1997, mentalmente falando, eu ainda era praticamente uma criança. Lembro que o ano em questão foi até meio ruim para mim, porém, também teve o seu lado bacana graças a muitas "coisas de criança" que me alegraram um pouco. É engraçado rever canções, games e programas de tevê da época e lembrar que tudo aquilo aconteceu há vinte longos anos atrás. Pois é... É nessas horas que eu percebo como estou ficando velho rápido!
Enfim, vamos relembrar do ano de 1997 por partes.

Tecnologia
O ano de 1997 foi um ano de transição tecnológica em que a internet (discada) estava começando a ser implantada em algumas escolas. Os PCs de 32MB de RAM estavam na moda juntamente com aqueles disquetes que cabiam menos de 2MB de espaço. O Pentium 2, em cartucho, estava chegando para dobrar a potência dos antigos Pentium 1, que apesar das limitações, rodavam razoavelmente bem os aplicativos do saudoso Windows 95. Na música, os discos de vinil e as fitas cassetes estavam começando a perder espaço para o CD. As fichas telefônicas também começaram a ser deixadas de lado depois da Lei Geral das Telecomunicações que tinha como objetivo modernizar a telefonia pública do país. Já os telefones celulares começaram a ficar menos quadrados e com uma aparência mais 'civilizada'. Quem viveu essa época lembra bem dessas mudanças.

Televisão
Assim como na tecnologia, o ano de 1997 também teve uma série de mudanças na programação da tevê. Tivemos o fim do lendário telejornal Aqui Agora, da famigerada novela O Rei do Gado, da TV Colosso e do Clube da Criança. O Clube da Criança, da Rede Manchete, teve a sua despedida com a apresentadora mirim Debby Lagranha. Além disso, a Manchete já dava seus últimos suspiros com tokusatsus como Solbrain, Winspector, Kamen Rider RX e com a estreia do fabuloso anime Yu Yu Hakusho juntamente com o Super Campeões. A Manchete também tentou emplacar a série de artes marciais WMAC Masters para substituir o porradeiro SuperCatch da WWF, mas fracassou amargamente. O SBT, por sua vez, apostava nas Chiquititas, no Disney Club, na TV Cruj e em desenhos como Doug e o Fantástico Mundo de Bobby. Já no lugar da TV Colosso, a Globo colocou o Angel Mix, o Planeta Xuxa e o Xuxa Hits.
Tivemos também o auge do sucesso do Ratinho Livre, na Record, e do Contos da Cripta, na Band. O Domingo Legal, que também estava no auge, principalmente por causa da Banheira do Gugu, tirou muita audiência da Globo com uma programação totalmente apelativa. E falando em Banheira do Gugu, a rapaziada ficava alucinada com Mari Alexandre, Helen Ganzarolli e Luiza Ambiel pegando sabonetes com biquínis ínfimos.

Como eu adorava este filme

Filmes
Apesar do ano de 1997 não ter trazido uma grande safra de boas produções, tivemos alguns filmes memoráveis, tais como o megassucesso Titanic; MIB - Homens de Preto; Jurassic Park 2; A Vida é Bela; O Quinto Elemento; O Mentiroso; O Mestre dos Desejos e Advogado do Diabo.

A galera teen dançou bastante neste ano

Músicas
Apesar dessa época não contar mais com os clássicos infantis que fizeram um grande sucesso no início dos anos 90, a dupla Sandy e Júnior acabou aproveitando esse espaço para cativar o público mirim desse período. O disco Sonho Azul da dupla foi um sucesso entre os mais jovens na época.
Para os que eram um pouquinho mais velhos, sucessos de Gabriel o Pensador (saudades do 2345meia78); Claudinho e Buchecha; Charlie Brown Jr (com o Transpiração Contínua Prolongada), J.Quest e Skank foram muito ouvidos neste ano nas rádios. Já o axé music continuava muito em alta com os "Tchans" da vida disputando audiência com os grupos de pagode. Para se ter uma ideia, só a canção Ralando o Tchan foi responsável por mais de 2 milhões de cópias vendidas do álbum É o Tchan no Brasil, lançado em 1997.
Um fato mais triste para a música brasileira neste ano foi o acidente que vitimou o cantor Chico Science.

Já os sucessos internacionais que bombaram no Brasil foram:

-A música tema do filme Titanic, a My Heart Will Go On, de Celine Dion.
-Spice Girls com Wannabe, Say You'll Be There e 2 Become 1.
-Backstreet Boys com o hit pop Everybody.
-MMMBop dos Hansons.
-Aqua com a Barbie Girl.
-No Doubt que emplacou de vez o seu maior hit, o Don't Speak.

Goldeneye 007: um dos melhores jogos do Nintendo 64

Games
O gamemaníacos da época tiveram longas horas de diversão em videogames como Super Nintendo, Mega Drive, PlayStation e Nintendo 64, que foram os mais presentes nos lares brasileiros no ano de 1997. Já os títulos lançados neste ano que se tornaram inesquecíveis foram o KOF 97; Goldeneye 007; Diddy Kong Racing; Carmageddon; Age of Empires; Fallout; Final Fantasy 7; Mortal Kombat 4; Turok: Dinosaur Hunter; o primeiro Grand Theft Auto e Need For Speed 2. Além disso, games como Diablo e Warcraft 2 estiveram no auge do sucesso.

O goleiro francês Barthez procura por essa bola até hoje...

Fatos
-O presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, visitou o Morro da Mangueira, no Rio de Janeiro.

-Morreu em um acidente, no final de agosto, a princesa Lady Diana.

-Testemunhamos o famoso gol de Roberto Carlos cobrando falta contra a França, durante o Torneio da França, onde a bola fez uma curva que desafiou a física.

-O Brasil foi campeão da primeira edição da Copa das Confederações, goleando por 6 a 0 a Austrália na final.

-O grito "Ah, eu tô maluco", do Movimento Funk Club, virou um hino na época que foi cantado em estádios de futebol, na tevê e até nos animes (Yu Yu Hakusho).

0 comentários:

Postar um comentário